A função da certificação digital na gestão de conteúdo corporativo

Publicidade

Marcelo Buz*

O que é a gestão de conteúdo corporativo? Neste artigo, o objetivo é apresentar alguns pontos sobre o uso e importância da certificação digital na gestão de conteúdo corporativo. O certificado digital no padrão ICP-Brasil é um sistema de identificação digital com presunção legal de veracidade, baseado em normativo legal consolidado e uma infraestrutura que tem, atualmente, 8.955.974 certificados digitais ativos, 55,6 % são de pessoas jurídicas.

A gestão de conteúdo corporativo, também conhecida pela sigla em inglês ECM – Enterprise Content Management, é o conjunto de estratégias, ferramentas e métodos adotados para garantir a qualidade na captura, armazenamento, preservação, gestão e disposição de documentos da empresa ou seja, de todo o conteúdo produzido por uma corporação.

Publicidade

O certificado digital é uma importante tecnologia a ser agregada ao processo de gestão de conteúdo corporativo e não se resume a comprovar identidade, sendo também prova de integridade, confidencialidade, autoria. Ao adotar o certificado digital, os dados ficam menos vulneráveis, com menos incidentes de segurança da informação e menor dado para o sistema como um todo.

Na atual sociedade da informação administrar uma empresa – privada ou pública – exige do gestor uma qualidade fundamental na tomada de decisões: a velocidade para identificar quais são os ativos informacionais, como impactam na qualidade do serviço prestado ou na produção de um objeto. O capital informacional é um ativo imprescindível na definição das estratégias de negócios.

Numa realidade que a cada dia exige um compromisso constante com os recursos naturais, adotar métodos para o gerenciamento de negócios com a redução do uso de papel é fundamental. Menos papel é mais comprometimento com o meio ambiental, com a sustentabilidade, com a comunidade.

O foco da ECM é realizar com eficiência todos os processos – incluindo fluxo e segurança da informação – relacionados com a produção de conteúdo organizacional e documental em diferentes formatos. Já a Norma Brasileira – NBR ISO/IEC 27002 de 11/2013 – Tecnologia da informação – Técnicas de segurança – Código de Prática, editada pela Associação Brasileira de Normas Técnicas – ABNT, fornece diretrizes para as práticas de gestão de segurança da informação e normas de segurança da informação para as organizações e sugere mais de cem itens de controle, sendo um deles o controle de acesso.

Justamente a porta que deveria ser aberta exclusivamente com o uso do certificado digital no padrão ICP-Brasil.

Ao implantar a gestão de conteúdo, o gestor já sabe de antemão quais são as vantagens para o seu negócio. Destacamos as principais como o acesso rápido, simultâneo e on-line a arquivos, mais segurança para os dados, agilidade no processo de envio, recebimento, devolução e tramitação de textos e documentos.

Afirmo que na sociedade digital não há retrocesso no gerenciamento dos ativos informacionais. Métodos tradicionais para gestão da informação, papel, grampos, pastas são coisas do passado, objetos obsoletos. A informação, não.

Provedores de internet, buscadores, redes sociais usam dados dos usuários para fazer negócios e crescer financeiramente. Isso significa dizer que a informação tem muitos valores, a partir de usos diferenciados, interpretações e dados de clientes têm valores monetários.

Por ser valiosa, a informação precisa ser preservada e o sistema de acesso, controlado e restrito. É nesse caso que entra o poder do certificado digital, como parte da segurança da informação, atividade que envolve medidas para garantir, no ambiente digital, a confidencialidade, integridade e disponibilidade dos dados, seja de uma organização ou de um indivíduo.

Em qualquer tipo de organização, os riscos com ataques cibernéticos a sistemas e serviços para sequestrar ou raptar informação têm sempre a mesma finalidade, que é a prática de crimes seja de extorsão ou uso indevido do dados para falsificar identidades.

Por isso, a gestão dos conteúdos deve ser pautada, principalmente, na segurança e controle. Então, para concluir, cabe reafirmar que o certificado digital pode contribuir para a gestão do conteúdo corporativo como instrumento que proporciona o controle do fluxo documental; a garantia da identificação da autoria; o suporte para a segurança da informação; e a confidencialidade no trâmite de informação institucional, garantindo a maior eficiência para os novos negócios, seja no ambiente digital ou fora dele.

Publicidade

Artigos recentes

Notícias Relacionadas

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui