Mais

    Ainda vale a pena investir em Bitcoin?

    Publicidade

    O mercado de criptoativos está a todo vapor, mas a alta volatilidade das criptomoedas em 2021 assustou muitos investidores. E disso surgem questionamentos como se ainda vale a pena investir em bitcoin em 2022. Aqui vamos falar sobre a trajetória da mais famosa criptomoeda do mercado no ano passado e das expectativas do mercado para este ano. 

    A criptomoeda oscilou muito no ano passado, mas muitos economistas ainda mantém previsões positivas para 2022. Novos investidores precisam estar bem atentos ao histórico do bitcoin e estar por dentro de outras criptomoedas que podem se valorizar bastante em 2022. Se você já tem bitcoin, saiba como declarar bitcoin de forma fácil. 

    Volatilidade se destaca no mundo do bitcoin em 2021

    Publicidade

    O bitcoin viveu uma verdadeira “montanha russa” no último ano. Dessa forma, a criptomoeda começou uma trajetória de subida entre janeiro e abril, chegando a alcançar o seu maior valor de mercado até a data, alcançando US$ 64.854. 

    Com a expressiva valorização no início do ano, muitos especialistas em criptomoedas começaram a apostar que a moeda digital teria fôlego para alcançar a casa dos US$ 100 mil ainda em 2021. 

    Mas depois de abril, a moeda sofreu com um longo período de inverno, sendo influenciada com muitas questões externas como a suspensão de recebimento de criptomoedas como forma de pagamento pela Tesla, maior produtora de carros elétricos do mundo que tem Elon Musk como seu proprietário. 

    O próprio Elon Musk publicou em seu Twitter, que o mercado estava preocupado com o uso crescente de combustíveis fósseis para mineração e transações com bitcoins. Impulsionado por declarações e medidas regulatórias em muitos países, o bitcoin acabou tendo um recuo de mais de 55%, chegando a marca de US$ 28.805. 

    Publicidade

    Após o longo inverno, o bitcoin voltou a se valorizar no início do segundo semestre. O crescimento se acentuou a partir de setembro, fazendo com que a moeda chegasse a bater o seu maior nível histórico pela segunda vez em 2021, alcançando US$ 68.530 em 9 de novembro. 

    Essa subida repentina e consistente, fez com que muitos analistas voltassem a acreditar que a moeda digital poderia chegar na casa dos US$ 100 mil ainda em 2021 ou mesmo no início de 2022. Economistas apontam que a moeda deve seguir em um ciclo de alta, que é menos acentuado porém mais longo, o que esquenta a expectativa do mercado. 

    Mercado espera por mudanças com adoção institucional do bitcoin

    A expectativa para 2022 é que o mercado institucional comece a adotar o bitcoin. A chegada dos chamados baleias, investidores de grande porte, serão importantes para aquecer o mercado do bitcoin. Uma das principais ações institucionais em 2021 foi a adoção do bitcoin como moeda corrente de El Salvador, pequeno país da América Central. 

    A tendência neste ano é que cada vez maiores grandes empresas, governos e bancos centrais busquem investir em criptomoedas para compor suas reservas. Isso tende a expandir a oferta de criptomoedas no mercado, além de consolidar o uso da tecnologia blockchain nas principais instituições financeiras do mundo. 

    Com o maior interesse institucional, a regulação do mercado de criptomoeda segue sob debate cada vez mais intenso em todo o mundo. Diversos países estão buscando encontrar soluções para favorecer a oferta de criptomoedas com segurança e autonomia. 

    Quais são as principais tendências do mercado de criptomoedas para 2022? 

    O mercado de criptomoedas vai muito além do bitcoin. E com isso, há muito mais do que a tendência de valorização do bitcoin em 2022. A tendência é que o bitcoin não perca o posto de moeda digital mais valiosa do mercado, mas outras criptomoedas tendem a crescer bastante neste ano, como a Solana, a Polkadot e a Avalanche, segundo apontam especialistas. 

    Com maior comprometimento com a sustentabilidade, os tokens de crédito de carbono também devem estar fortes no mercado cripto em 2022. Os NFTs que se popularizaram bastante em 2021, devem seguir em alta no mercado ao longo do ano. Com o conceito e metaverso cada vez mais popular no mercado mundial, a tecnologia NFT tende a ser utilizada em muitos cenários. 

    Outra tendência do mercado de criptomoedas no Brasil é a regulação do governo. Há projetos de lei tramitando no Congresso Nacional que visam criar uma legislação específica para o setor de criptomoedas e a expectativa é que a regulamentação entre em vigor ainda neste ano. 

    Também devem aumentar o número de empresas que aceitem o bitcoin e outras criptomoedas como forma de pagamento. Isso pode ajudar a popularizar ainda mais os criptoativos no mercado mundial. 

    Vale a pena investir em bitcoin em 2022? 

    Sim, ainda vale a pena. A expectativa é boa para este ano, mas o mais recomendado é que o investidor seja bastante cauteloso. 

    A alta volatilidade da criptomoeda em 2021 acendeu o alerta dos investidores, que devem planejar bem antes de dar os primeiros passos para fazer as movimentações certas. O mais certo é que o bitcoin deve seguir como a criptomoeda seja a mais valiosa de 2022. 

    Publicidade

    Artigos recentes

    Notícias Relacionadas

    1 COMENTÁRIO

    1. Como já frisou o maior e mais competente investidor de todos os tempos, Warren Buffett, Bitcoin é totalmente desnecessário! É um produto sem um propósito!! Não gera riqueza, não produz, não tem utilidade! Apenas um fim em si mesmo!! Só especulação, além de gastar muita energia!!! E mais, uma verdadeira caixa preta com interesses escusos para quem os gera na surdina e ao bel prazer!!
      Enfim, o dinheiro é seu, boa sorte!

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui