Mais

    Alta procura por profissionais de TI gera aumento na busca por recrutadores especializados

    Publicidade

    Com as empresas cada vez mais digitalizadas, a área de tecnologia foi destaque no relatório divulgado pelo LinkedIn sobre os empregos que estarão em alta no Brasil em 2022. No meio dessa grande busca por profissionais, um cargo ganhou relevância: o de recrutador especializado em tecnologia, primeiro lugar na lista dos empregos que serão mais demandados.

    Projeções feitas pela Associação das Empresas de Tecnologia da Informação e Comunicação e de Tecnologias Digitais (Brasscom) mostram que o setor de tecnologia deve criar 797 mil novas vagas de trabalho no Brasil até 2025 e, para dar conta dessa demanda, empresas estão apostando na contratação de profissionais que atuam no recrutamento de TI, nas entrevistas e na triagem de currículos.

    Publicidade

    “O processo de contratação de um profissional de TI não é como qualquer outro. A demanda é alta e as empresas brasileiras não competem apenas entre si, mas também com instituições do exterior”, explica a Tech Recruiter na Supero, Ana Paula Pogere. “Se o profissional se depara com um processo seletivo confuso, ele vai perder o interesse. Por isso que, para a transformação digital dar certo nas empresas, as mudanças devem começar já no processo de seleção”.

    Segundo a recrutadora, os principais erros cometidos nos processos seletivos em tecnologia estão relacionados à entrevista. “A entrevista deve ser objetiva e otimizada. Nós percebemos como uma quantidade excessiva de entrevistas é prejudicial ao processo e estudos apontam que esse é um dos principais problemas durante a seleção de acordo com os candidatos”, complementa.

    Além do processo de seleção, o tech recruiter lida com um outro problema comum na área de tecnologia: a rotatividade de profissionais. Dados do LinkedIn apontam que uma taxa de rotatividade é considerada boa quando está abaixo de 5%. Na área de tecnologia, ela está em torno de 15%.

    De acordo com a especialista da Supero, a alta procura por recrutadores especializados em tecnologia não se deve só à necessidade de contratar mais profissionais, mas de manter uma harmonia no setor. “É esse especialista que vai saber como organizar o melhor processo seletivo, como evitar o turnover e, caso algum funcionário chave peça demissão, saber como lidar com o desafio para que a mudança não seja traumática para o resto da equipe e para eventuais clientes”.

    Interesse na área de tecnologia é essencial para recrutadores da área

    Publicidade

    Para quem deseja ingressar na carreira de tech recruiter, o conhecimento sobre o universo de TI é indispensável.  Segundo o Chief Human Resources Officer na GeekHunter, Jorge Mallet, as pessoas que se destacam na área são as que estão ligadas nas novidades desse mundo. “Ao longo da minha trajetória, percebi que a pessoa de recrutamento em empresas de tecnologia não precisa dominar comportamento humano, mas tem que ser apaixonada e consumir tecnologia de maneira indireta. Dessa forma, treinar as skills técnicas, as hard skills, é muito mais fácil”.

    Mallet também cita a participação em eventos do setor e o conhecimento sobre dados e métricas como atributos que beneficiam o recrutador especializado em TI. “O profissional que for familiarizado com o funil de recrutamento consegue olhar para os dados e ver onde está perdendo as pessoas, seja na inscrição, etapa de desafio técnico ou propostas. Como o mercado está muito aquecido, a pessoa precisa entender de métricas do processo para que ela consiga melhorar rápido onde tá errado”.

    Publicidade

    Artigos recentes

    Notícias Relacionadas

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui