Assessor de investimentos dá dicas de como economizar e estabelecer uma reserva de emergência

0

Com o início de um novo ano, surgem novas resoluções e objetivos pessoais. No ano passado, uma pesquisa da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) em parceria com o Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) indicou que guardar dinheiro foi a principal meta financeira dos brasileiros em 2020.

Mas poupar não é tão simples assim. Para guardar dinheiro, o interessado precisa, primeiramente, saber o quanto gasta por mês e ter consciência financeira, isto é, conhecimento do quanto custa seu estilo de vida. O CEO da Apollo Investimentos, João Guilherme Penteado, detalha o processo de economizar.

“É fundamental saber exatamente para onde vai cada centavo gasto e, em especial, o que é ou não indispensável naquele mês e o valor que pode ser guardado. Ao receber o salário, você já tem uma projeção de onde vai o dinheiro e pode, assim, organizar muito melhor suas finanças”, destaca. Segundo ele, é a partir disso, que se monta um orçamento que torna possível a criação de uma reserva de emergência.

Leia Também:

Este modo de poupar, chamado de “colchão financeiro”, gera os ativos de reserva de emergência. Com o suporte de uma assessoria de investimentos, o cliente consegue economizar de modo a minimizar os riscos de perca de dinheiro.

No caso de perfis mais conservadores, por exemplo, uma das alternativas é compor a carteira com ativos atrelados à inflação.  “E nós, da Apollo, sugerimos que tenha em todas as carteiras. Isso impede o cliente de perder dinheiro em um cenário de juro real negativo, ou seja, com a inflação mais alta do que a taxa Selic. Dessa forma, o cliente protege o poder de compra real do patrimônio a médio e longo prazo”, explica Penteado.

Ainda neste cenário, o CEO atenta à necessidade de caixa. “Se o cliente sabe que vai precisar do dinheiro em breve, a volatilidade da economia pode gerar aumentos na curva de juros e, consequentemente, o impacto negativo”, lembra. “Portanto, a reserva de emergência precisa ser um ativo seguro e líquido, com resgate imediato”, reforça.

Nessa opção, Penteado explica que não existe rentabilidade alta, mas um tripé com relação aos investimentos: segurança, liquidez e retorno. É importante lembrar que nenhum ativo será perfeito e vai oferecer os três aspectos de uma vez. “É aí que se encaixa a importância de uma assessoria de qualidade para auxiliar o cliente a não tomar decisões erradas por desconhecimento dos riscos ou outra situação desfavorável”, comenta.

Outro ponto importante na hora de poupar é a categorização dos gastos. Penteado ressalta que o indivíduo precisa de um julgamento crítico para decidir o que é essencial no orçamento do mês. “Ninguém precisa trocar de carro em um curtíssimo espaço de tempo, por exemplo. Contas prioritárias são luz, água, mercado, e, certamente, uma reserva de emergência – no caso de qualquer imprevisto, este dinheiro está garantido para uso pontual e essencial”.

A dica, segundo ele é: “comece a poupar agora para que a sua vida financeira seja diferente para que em caso de imprevistos, como em 2020, você fique tranquilo”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui