Habilidade do futuro segundo o LinkedIn, o blockchain cresce rapidamente no Brasil em diferentes setores do mercado

*Luiz Antonio Sacco

Embora o blockchain tenha começado como base para a criptomoeda, registrando e verificando um alto volume de transações digitais, ele evoluiu para solucionar muitos casos de uso. Hoje, o blockchain está entre as habilidades mais requisitadas de 2020, de acordo com o LinkedIn. À medida que a demanda por blockchain se espalha por vários nichos de mercado, bancos, varejo, startups e até o governo estão sentindo a necessidade de investir nessa inovação, que cria novas oportunidades de emprego e atrai profissionais. Essa nova realidade se estende até às mais variadas áreas de atividade – não apenas no Brasil – mas em todo o mundo.

Os escritórios de contabilidade e advocacia, por exemplo, estão cada vez mais interessados no uso da blockchain e estão começando a investir em seu uso. Isso se deve principalmente à capacidade da tecnologia de automatizar e otimizar os processos de autenticação e verificação – um aspecto vital para evitar fraudes, melhorar sistemas internos e aumentar a agilidade.

As fintechs no Brasil devem crescer rapidamente nos próximos anos. Entre eles, a aplicação do blockchain permite que os dados sejam registrados, o que reduz inconsistências e elimina a necessidade de as pessoas realizarem trabalhos mundanos e demorados, como verificações de algoritmos. Isso permite que os profissionais se concentrem em tarefas de alto nível, como processar e autenticar informações mais rapidamente para seus clientes. Outro exemplo de adoção de blockchain está entre o governo. Estamos vendo um número crescente de instituições e órgãos governamentais contratando especialistas em criptografia, continuando a monitorar as vantagens da blockchain. Entre eles estão o uso da blockchain como meio de servir como uma infraestrutura básica para emitir, rastrear e contar votos – reduzindo a necessidade de recontagens e preocupações com fraudes.

É interessante notar que há menos de uma década o mercado não estava olhando para essa tecnologia, mas sua narrativa mudou completamente. Assim como a necessidade de maior segurança e automação está aumentando, a demanda está crescendo para profissionais que trabalham com blockchain. As empresas estão descobrindo seus inegáveis benefícios e pressionando seus setores a adotar a tecnologia em suas próprias práticas.

No setor financeiro, por exemplo, a RippleNet ajudou a demonstrar a aplicação da blockchain em pagamentos – especificamente os entre fronteiras – e seu potencial de transformar a infraestrutura de pagamentos desatualizada que existe hoje, realizando transações de forma confiável e sem a interferência de terceiros.

Espera-se que a Blockchain se torne importante em todos os setores da cadeia comercial, o que significa que empregos especializados devem começar a surgir em uma variedade de indústrias não tecnológicas. Mas, independentemente da área escolhida, as posições mais solicitadas pelas empresas são as mesmas: de desenvolvedor, arquiteto de soluções, gerente de projetos, designer de UX a engenheiro de qualidade e consultor jurídico. Os novos papéis criados pelo aplicativo blockchain é sinal de que ele veio para ficar e quem investir em sua carreira terá uma nova e importante oportunidade que vale a pena explorar.

*Luiz Antonio Sacco, executivo com larga experiência em serviços financeiros e tecnologia, é diretor geral da Ripple na América do Sul.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui