Celular é o canal preferido dos brasileiros para realizar operações financeiras

Publicidade

O brasileiro não desgruda do celular. Seja para postar fotos nas redes sociais ou conversar com familiares e amigos, através de mensagens de texto e voz, o aparelho é o principal meio de acesso à internet da maior parte da população. Segundo pesquisa do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), divulgada no ano passado, quase 99% das pessoas com 10 anos ou mais acessaram a rede de internet através do celular.

O Brasil é o terceiro país que mais gasta tempo em aplicativos, de acordo com estudo da consultoria App Annie. É inegável que os apps facilitaram a nossa vida. Podemos fazer compras, pedir comida e agendar consultas por meio deles. Durante a pandemia, eles se tornaram ainda mais importantes em nosso dia a dia, pois conseguiram superar as barreiras impostas pelas medidas de restrição.

Facilidade nas operações bancárias

Publicidade

Quer um exemplo? Se, antes, era necessário comparecer à agência bancária para consultar o saldo, realizar pagamentos, depósitos e transferências, hoje, em poucos toques, é possível fazer tudo isso pelo celular. Os aplicativos de bancos se tornaram essenciais, pois oferecem praticidade e comodidade aos usuários, que têm acesso aos serviços 24 horas por dia, sete dias por semana, sem precisar encarar longas filas. 

Os bancos têm investido cada vez mais em tecnologia e inovação, capazes de atender às demandas crescentes dos usuários. A cibersegurança é uma das áreas que mais recebem investimentos das instituições financeiras, de modo a proporcionar transações sem riscos para os clientes digitais. Ainda há muitas pessoas que temem ser vítimas de golpes virtuais, através dos aplicativos, mas a verdade é que eles são seguros.

Todo o empenho tem dado certo. Segundo a Federação Brasileira de Bancos (Febraban), as transações financeiras realizadas pelo celular em 2020 corresponderam a 51% de todas as movimentações financeiras do país – algo até então inédito. Ao todo, foram feitas 52,9 bilhões de transações pelo celular, superando muito a marca anterior de 37 bilhões.

A tendência é que cada vez mais pessoas migrem para o mundo digital e utilizem o celular para realizar diversas tarefas, inclusive movimentações financeiras. Aliás, até as buscas por seguro para celular têm aumentado, visto que o aparelho tem se tornado o principal meio de acesso a diversos serviços – dos mais básicos aos mais complexos. Em tempos de aplicativos bancários e Pix, o mobile banking veio para ficar.

Publicidade

Artigos recentes

Notícias Relacionadas

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui