Chargeback: como evitar o problema que afeta a credibilidade e rentabilidade das empresas?

Publicidade

Presente cada vez mais na vida dos brasileiros, seja por oferecer segurança, facilidade para pagamento, imediatismo, agilidade e bônus, o cartão de crédito costuma dar boas condições que aliviam o bolso de qualquer cliente. Os brasileiros movimentaram R$ 1,84 trilhão com compras em cartão de crédito, débito e pré-pago em 2019, de acordo com a Associação Brasileira das Empresas de Cartões de Crédito e Serviços (Abecs). No entanto, parte desse dinheiro retorna aos consumidores devido ao cancelamento das vendas realizadas. Essa devolução é conhecida como chargeback.

Entretanto, este fato surge por erro de processamento do banco, erro no valor cobrado pela loja, o cliente não receber a mercadoria conforme combinado na compra ou um dos motivos mais comuns: fraude. Diante desse contexto, a Seven Tech Group, referência há 15 anos em soluções tecnológicas de meios eletrônicos de pagamento, lista quatro dicas para minimizar ou evitar que sua empresa sofra com esses prejuízos:

Identifique-se: é importante incluir o nome da empresa no comprovante de pagamento, pois há casos em que o consumidor solicita o reembolso de compra pelo fato de não lembrar ou não reconhecer o nome da empresa em sua fatura. Ou seja, esse ato de identificação pode ajudar a sua empresa a não sofrer com o chargeback.

Publicidade

Tenha regras: é necessário definir políticas de reembolsos, trocas, pagamentos e de qualquer tema plausível para passar informação e confiança ao consumidor. Inclusive, é bom deixá-las claras para o público, para que não haja surpresas para nenhuma das duas partes.

Invista em ferramentas: ainda que essa opção gere um alto custo de investimento e demanda de caixa, ela pode evitar muitos casos de chargeback, além de dar mais garantia para transações a prazo, haja visto que ferramentas de análise de crédito são muito comuns e são uma boa alternativa para varejo e loja online.

Tenha atenção: é fundamental verificar os dados dos consumidores, principalmente para evitar fraudes, um dos motivos do chargeback. Por isso, mantenha atenção em relação à autenticidade dos endereços de e-mail, CPF, telefones, endereço residencial e demais informações que o sistema solicita.

“O chargeback é um dos grandes problemas dos empresários e empreendedores, principalmente aqueles que atuam com pagamentos online, modalidade que cresceu demasiadamente nesta época de pandemia. Para quem trabalha nesse setor, cada compra finalizada e liquidada é uma comemoração. No entanto, é primordial entender os dois lados da moeda, haja visto que um dos principais motivos para isso se dá porque o cliente teve o cartão fraudado, ou seja, também é um transtorno enorme para este”, pontua Leandro Menegon, Diretor de Operações da Seven Tech Group.

Publicidade

Artigos recentes

Notícias Relacionadas

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui