A NWi será a primeira empresa em Brasília a possuir serviço de armazenamento de dados com tecnologia Huawei; os equipamentos e tecnologia de Tier III já estarão em operação nos próximos 30 dias

Operando com serviços de provimento de internet, TI e Data Center desde 2017, a NWi Telecom decidiu ir além para proporcionar um melhor serviço de armazenamento para seus clientes. Com investimento de R$ 4 milhões, a empresa anunciou a compra de equipamentos de ponta para aumentar a capacidade do serviço de Data Center, se tornando a primeira em Brasília a possuir solução modular da Huawei, que será instalada como Tier III. O mais novo e moderno Data Center da região iniciou sua fase de instalação em setembro, e a previsão de início de operação é para o próximo mês (novembro de 2020).

A empresa está apostando fortemente no crescimento do grupo e na expansão para outros mercados da região Centro-Oeste e Sudeste do País e fala sobre a expectativa em relação aos frutos desse investimento. “A composição de clientes residenciais e do Data Center devem ser os maiores responsáveis pela expansão da nossa empresa. Mesmo levando em consideração o período de recessão pelo qual estamos passando, nossa previsão de crescimento de receita será maior que 40% ao ano, e com a retomada da economia, é certo que iremos duplicar ou até triplicar essa evolução”, completa.

Com a chegada da Lei Geral de Proteção de Dados, a empresa se apresenta como uma alternativa para que seus clientes possam cumprir com os requisitos de conformidade da lei, como explica o CEO da NWi Telecom, Marcos André Chaves. “Um dos principais objetivos deste investimento é atender a demanda originária da Lei Geral de Proteção de Dados, pois muitas empresas terão que se adaptar às novas exigências, e queremos ser a primeira opção deste mercado”, destaca.

Outro fator que motivou os investimentos foi a aceleração dos projetos de digitalização e o crescimento da tecnologia de streaming causada pelo isolamento e pela pandemia provocada pelo coronavírus. “A forma como as empresas pensam suas estratégias digitais também mudou. A tendência é que os clientes corporativos escolham, cada vez mais, ter um data center externo, com mais capacidade, segurança e menor custo”, afirma Marcos André Chaves, justificando o investimento na melhoria do parque tecnológico que a NWi passa a oferecer para a região. “Manter um data center próprio acaba exigindo mais tempo e custa mais”, completa o CEO.

O CEO explica, ainda, que todos os usuários ativos serão beneficiados pela baixíssima latência e pelo incremento das ofertas de produtos e serviços de Cloud. “Nosso objetivo é ofertar um amplo espectro de produtos e serviços, desde aluguel de espaço físico no Data Center, como também servidores dedicados, backup, máquinas virtuais, entre outros. Assim, vamos agregar valor com diversos produtos e gerências, até a oferta de soluções em nuvem multi-orquestrada”, afirmou Marcos.

“Os clientes do Centro-Oeste através da base da NWi em Brasília não precisarão mais contratar serviços de tecnologia da informação, como data center, de São Paulo, pois passamos a oferecer a mesma estrutura de ponta encontrada no mercado nacional”, completou o CEO.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui