Com recorde de abertura de MEIs, ecossistema de edtech cresce com novos empreendedores online

Publicidade

Dia 05 de Outubro é marcado no Brasil como o Dia Nacional da Micro e Pequena Empresa. No último ano, o país teve recorde na abertura de novas MEIs e ultrapassou 11 milhões de registros, de acordo com dados do Sebrae. Dessa forma, o empreendedorismo foi a alternativa para continuidade dos negócios e a conquista da renda mensal em meio a crise econômica atual. Com isso, o perfil de empreendedor mudou e novos mercados despontam, entre eles, o de educadores online.

De acordo com o relatório do Distrito Dataminer, existem hoje no Brasil mais de 500 edtechs, divididas principalmente em sete categorias: ensinos específicos (22,4%), novas formas de ensino (22,2%), plataformas para a educação (20%), ferramentas para instituições (17,5%), foco no estudante (11,1%), conteúdo educativo (4,1%) e financiamento do ensino (2,7%).

O segmento segue em expansão no Brasil e microempreendedores estão usando plataformas de ensino online para compartilhar seus conhecimentos de determinada área e sedimentar a carreira como educador online.

Publicidade

André Damasceno, consultor de marketing digital, é um desses microempreendedores, com mais de 10 mil alunos online e 500 clientes. “Números recentes mostram um crescimento acelerado dos dois lados: profissionais e empresas ofertando cursos e treinamentos online e, do outro, na procura por essa modalidade, seja para aprender programação em um curso de 40 horas ou, simplesmente, de como fazer e vender brigadeiros gourmet em 4 aulas”, destaca.

Nichos em crescimento

O mercado global de e-learning deve crescer 17% ainda em 2021, com aumento anual estimado de 18% até 2025, totalizando 185 bilhões de dólares, cerca de 926 bilhões de reais, injetados no setor, segundo o portal financeiro Definanzas. Dados da GetCourse, plataforma tudo-em-um para educação online, indicam os cursos que viram as maiores pesquisas online: renda financeira, tópicos relacionados à profissão, psicologia, relacionamentos, crescimento pessoal e informações de negócios.

Os nichos em ascensão proporcionam um cenário fértil para novos empreendedores que podem começar como educadores online e expandir seus negócios. “É importante reconhecer a proporção de empresários que criam seu próprio negócio por necessidade e os resultados já alcançados por eles, que agora podem alcançar a estabilidade financeira por meio do próprio serviço”, afirma Alexey Krasnoselskiy, chefe de expansão internacional da GetCourse .

“No ano passado, principalmente por causa das medidas de isolamento social criadas pela pandemia de Covid-19, vimos uma aceleração do mercado de e-learning em todas as frentes: novos empresários pretendendo ensinar, um aumento no grupo de pessoas que quer estudar online e novas tecnologias que auxiliam nesse cenário”, destaca Krasnoselskiy. “Este é um espaço que tende a crescer nos próximos anos pelos benefícios do mobile learning, como acessibilidade e flexibilidade”.

Publicidade

Artigos recentes

Notícias Relacionadas

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui