Como higienizar corretamente produtos eletrônicos

Publicidade

 Vírus e bactérias são microrganismos que acabam prejudicando outros seres para se manter vivos. A manipulação constante de aparelhos como os smartphones e notebooks pode ser uma maneira eficiente de disseminar esses pequenos seres, o que exige cautela.

Um estudo feito por pesquisadores da Universidade do Arizona, divulgado em 2012, aponta que os smartphones podem conter uma quantidade de bactérias até dez vezes superior que um banheiro. Ou seja: esses aparelhos eletrônicos merecem tanta atenção em sua higienização quanto um vaso sanitário.

Publicidade

Além de utilizar esses aparelhos com cuidado para mantê-los funcionando bem por mais tempo, é preciso manter uma rotina básica de higiene para evitar que esses microrganismos se acumulem nas entradas de tais aparelhos. Confira, a seguir, como essa higienização deve ser feita.

Primeiros passos 

A primeira etapa para realizar a higienização de aparelhos eletrônicos de forma correta é desligar o aparelho em questão (smartphone, videogame, notebook, entre outros) tanto da tomada como de quaisquer acessórios. Esse cuidado é essencial para evitar  possíveis acidentes e choques.

Outro fator que merece atenção é o tipo de produto adequado para limpar tais aparelhos. Nenhum produto de limpeza doméstica é adequado para higienizar tais equipamentos, pois eles danificam a tela e os componentes do display. Ao invés deles, deve-se optar por produtos antiestáticos, como panos de microfibra, recomendados para limpar tela e teclados.

Água

Por serem produtos mais sensíveis, os aparelhos eletrônicos devem ser higienizados apenas com água. Isso mesmo: o ideal é umedecer o pano de microfibra para limpar telas com manchas, por exemplo. Utilize panos macios que não soltem fiapos, para não danificar os aparelhos.

Existe outra opção para quem prioriza praticidade: pequenos lenços umedecidos específicos para aparelhos como tablets, computadores e smartphones. É importante saber que esses lenços não são capazes de eliminar bactérias, mas oferecem secagem rápida que ajuda a remover marcas de gordura e poeira. Isso acaba por tirar riscos e manchas de digitais da tela sem arranhá-las.

O álcool isopropílico ou etílico com concentrações em 70% também é bastante utilizado por assistências técnicas para a higienização desses aparelhos. O fato de ter pouca água em sua composição é fundamental para evitar danos como a oxidação das peças e a proliferação de vírus, por exemplo.

O recomendado é colocar um pouco de álcool isopropílico em um cotonete (deve-se remover parte do algodão) ou em uma escova macia para limpar as áreas mais internas. Lembre-se sempre de realizar movimentos circulares e secar bem o aparelho. Vale lembrar que equipamentos como smartphones e tablets devem ser higienizados com mais frequência, já que são manipulados praticamente o tempo todo.

Televisão

No caso da televisão, são necessários alguns cuidados a mais. Depois de desligá-la da tomada, é preciso tirar a poeira com um pano de microfibra macio e seco, seguindo uma só direção. Ou seja: não se deve aplicar álcool, água ou lenço umedecido na TV, para não danificá-la de forma permanente.

Para limpar os cantos da tela e as entradas HDMI e UBS, é preciso  utilizar um pincel de cerdas macias ou um cotonete. O mais importante no que se refere à TV é o controle remoto: aparelho utilizado e tocado o tempo todo por diferentes pessoas. Para higienizá-lo, lembre-se de retirar as pilhas e passar um pano umedecido com álcool isopropílico. 

Um lembrete básico na hora de limpar qualquer item na sua casa é utilizar luvas plásticas e máscara facial, especialmente se a pessoa que vai limpar tiver algum tipo de alergia a pó ou a algum dos produtos utilizados para limpá-los.

Publicidade

Artigos recentes

Notícias Relacionadas

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui