Conheça a tecnologia que criou a Tainá, assistente virtual do Instituto Butantan para a vacinação em Serrana

Projeto de inteligência artificial foi desenvolvida pela startup Global Health Monitor e EZOK, com a participação do time de infectologistas do Butantan

0

Para apoiar o projeto de vacinação em massa na cidade de Serrana (SP), o Instituto Butantan lançou uma assistente virtual que atende a população pelo site da instituição e também por um canal de Whatsapp. Chamada Tainá, ela foi desenvolvida pela startup brasileira Global Health Monitor e EZOK, para responder todas dúvidas da população sobre a Covid-19 e o processo de vacinação.

“O ‘cérebro’ da Tainá foi desenvolvido a partir da inteligência artificial disponível pela tecnologia Watson, da IBM. Ela foi totalmente pensada para interagir com os 30 mil habitantes de Serrana impactados pelo Projeto S, ajudando as pessoas a encontrarem o local de vacinação mais próximo a sua residência e tirar dúvidas em relação à vacina, sintomas e protocolos”, detalha o CEO da GHM, Henrique Mendes.

Ele conta que o time de infectologistas do Instituto Butantan foi um parceiro importantíssimo no desenvolvimento da Tainá, validando as informações que são obtidas pela população por meio da assistente virtual. Foram necessários mais de 9 meses de trabalho até chegarem à versão lançada pelo Butantan.

Divulgação

“Além de informar o usuário, a Tainá facilita a disseminação de informações corretas sobre a pandemia e o processo de vacinação. A agilidade também é um diferencial. O cidadão consegue interagir em tempo real e obter em instantes a informação necessária”, completa Adam Barão, CTO da GHM.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui