Mais

    DApps: veja o conceito de aplicativos descentralizados

    Publicidade

    A maioria dos aplicativos que usamos atualmente são controlados por grandes empresas de tecnologia. As principais redes sociais do mundo, como Facebook e Instagram, são controladas pela Meta, por exemplo. Nesse cenário, os DApps surgem como opções descentralizadas construídas através da rede blockchain

    Em aplicativos que são controlados por grandes empresas, os usuários não possuem controle sobre o que acontece. Novos recursos são implementados e outras funcionalidades podem ser retiradas do serviço a qualquer momento. A plataforma pode inclusive chegar ao fim e você não pode fazer nada. 

    Publicidade

    Os DApps são opções de aplicativos descentralizados que dão mais autonomia e poder aos usuários, seguindo a linha das criptomoedas. Aqui, vamos explicar como esses aplicativos funcionam. 

    O que são DApps?

    DApps é a sigla em inglês para a expressão “Decentralized Applications”, que pode ser traduzido para o português como “aplicativos descentralizados”. Esses serviços utilizam o p2p (peer-to-peer) da rede blockchain, possuindo código aberto e recompensando seus usuários com base na sua participação na plataforma. 

    Diferente de aplicativos controlados por empresas, as plataformas DApps não pertencem a poucos usuários, sendo distribuídas pelos computadores dos usuários que se disponibilizam a issom como acontece com a mineração no Bitcoin, por exemplo.

    Existem três tipos de DApps, são eles:

    • Tipo I: DApps que possuem sua própria blockchain, como o bitcoin, por exemplo. 
    • Tipo II: DApps com tokens próprios criados a partir de um DApp de tipo I.
    • Tipo III: DApps desenvolvidos em redes blockchain de um DApp do tipo II. 

    Exemplos de DApps

    Os casos de DApps mais populares no mercado são as criptomoedas Bitcoin e Ethereum (e sua moeda virtual, o Ether), sendo os principais DApps de tipo I do mercado. 

    Publicidade

    Com base na lista do site State of The DApps, outros DApps bastante populares no mercado são o Ujo Music, aplicativo voltada para a música, que garante a distribuição justa de royalties para músicos e compositores, e o Yup, aplicativo voltado a pesquisas, que recompensa usuários que fornecem feedbacks sobre serviços da web.

    Quais as principais características dos DApps?

    Com foco em descentralização e autonomia para os usuários, os DApps têm quatro pilares principais. Confira quais são eles abaixo.

    Executados em blockchains por meio de contratos inteligentes

    Ancorados na rede blockchain, os DApps funcionam com base em contratos inteligentes, que são utilizados para gerenciar todas as operações dos aplicativos. Nenhum DApp executa ações que não estejam descritas nesses contratos. 

    Os contratos inteligentes também são públicos, o que garante mais transparência para todos os usuários do serviço. 

    Descentralização de poder 

    Como o nome já explicita, os DApps são aplicativos descentralizados. Dessa maneira, os serviços não ficam em poder de grandes empresas ou pessoas influentes. As informações são armazenadas na blockchain, de acordo com a participação dos usuários dos aplicativos. 

    Código aberto 

    A descentralização e a transparência nos DApps são possíveis por conta do código aberto. Isso traz a possibilidade para que qualquer pessoa com acesso ao código do aplicativo possa alterá-lo, o que é fundamental para a melhoria dos serviços. 

    Acesso e recompensa com base em tokens 

    Os tokens são uma espécie de ativos digitais, que, entre outras funções, são usados para permitir acesso e recompensar usuários de DApps. Cada DApp possui seu token específico e isso faz com que os usuários sejam recompensados com base na contribuição dos usuários. 

    Quais são as vantagens do DApps?

    Há um enorme debate na internet sobre a privacidade e a segurança de dados. Muito disso acontece por conta das grandes corporações que controlam os principais serviços digitais. 

    Com um grande volume de dados em mãos, essas companhias são pouco transparentes em relação ao que envolve o trato, armazenamento e compartilhamento das informações. 

    Os DApps trariam uma opção mais transparente e segura, além de maior liberdade para os usuários. Essa é uma maneira de descentralizar o poder sobre dados, o que pode ajudar no combate a crimes virtuais e no uso indevido dos dados por empresas, por exemplo. 

    Como vimos, os DApps são aplicativos que buscam implementar uma nova ótica no mercado de serviços. Por meio dos aplicativos descentralizados seria possível fazer tudo o que fazemos hoje com mais transparência e segurança. 

    Publicidade

    Artigos recentes

    Notícias Relacionadas

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui