sábado , 22 junho 2024
Ínicio Noticias Dia das Mães: cinco dicas para engajar conteúdos nas redes sociais e impulsionar vendas
NoticiasRedes Sociais

Dia das Mães: cinco dicas para engajar conteúdos nas redes sociais e impulsionar vendas

112

O Dia das Mães é uma das datas mais lucrativas do comércio, atrás apenas do Natal. Segundo a expectativa da Associação Brasileira de Comércio Eletrônico (ABComm), as vendas online devem atingir um faturamento superior a R$7 bilhões até 11 de maio. Diante do cenário aquecido, as marcas aproveitam as plataformas de interação social, como TikTok, Instagram e Facebook, para atrair olhares, gerando cliques e impulsionando as vendas.

Entretanto, produzir criativos nas redes sociais é apenas o ponto inicial para uma campanha de sucesso. “Em um ambiente digital cada vez mais competitivo, como nas redes, é fundamental destacar-se dos concorrentes com conteúdos de qualidade. A capacidade de inovar e oferecer conteúdo chamativo e original é essencial para gerar engajamento e reverter o interesse do público em vendas”, diz Miguel Caeiro, head Latam da Vidmob.

Discovery Kids e Cartoon Network terão programação especial de Dia das Mães neste domingo

Para otimizar o alcance do público das redes sociais durante o Dia das Mães, a Vidmob – plataforma de IA líder global em desempenho criativo, que usa análise de dados para impulsionar os resultados de marketing de grandes marcas – selecionou cinco dicas, recomendadas por Inteligência Artificial, para ajudar a impulsionar vídeos de campanhas nas redes.

1 – Use conteúdo nativo (as redes sociais são diferentes)

Os usuários tendem a buscar plataformas alinhadas com seus interesses. Por isso, é importante produzir conteúdo para cada rede social de maneira singular. O vídeo que converte no Instagram não necessariamente funciona para o TikTok, por exemplo, e certamente o conteúdo não terá o mesmo engajamento do público.

Segundo levantamento da Vidmob, o uso de conteúdo feito por usuários nativos da plataforma resultou em um aumento de 297% na taxa de conversão, em comparação com criativos que não apresentavam UGC – conteúdo criado pelo próprio usuário.

2 – Foco no produto ou serviço

A análise feita por IA revela que a taxa de conversão das campanhas pode aumentar em 186% quando o produto ou serviço é introduzido imediatamente na abertura dos vídeos. O estudo também apontou que a interação dos personagens dos vídeos com os produtos contribui na taxa de conversão em 22%, quando os usuários veem o produto ou serviço sendo usado, em vez de apenas contemplar sua imagem.

3 – Ajuste as cores de acordo com a marca

É importante analisar se as tonalidades empregadas nos conteúdos estão alinhadas com a identidade da marca. Cores desconexas do histórico da marca causam ruído e desassociação pelo público consumidor.

A escolha de tons neutros e suaves, indicada por IA, beneficiou uma grande empresa de dermocosméticos, resultando em um aumento de 47% na taxa de cliques nos anúncios de um sérum facial, por exemplo.

4 – Seja criativo

Mesmo que a campanha esteja vinculada a uma trend ou a um formato popular nas redes, é válido considerar abordagens inovadoras, que busquem destaque mesmo em cenários conhecidos, especialmente quando incorporadas com humor.

Conteúdos bem-humorados têm maior retenção e probabilidade de resultar em seguidores engajados para a página.

5 – Não deixe o CTA para o final

O CTA é o que chama os usuários para tomarem alguma ação a partir da campanha. O que começou com um “arrasta pra cima” nos stories do Instagram, foi substituída por frases como “Saiba mais” ou “Clique aqui e confira” que trazem links que levam as pessoas para o ambiente da marca e, geralmente, são deixadas para o final dos criativos.

Insatisfação profissional: pesquisa revela panorama do trabalho no Brasil

No entanto, o estudo de IA mostrou que usar o CTA entre os 3 e 5 segundos iniciais dos vídeos aumenta a taxa de conversão e cliques em até 29%.

“A Inteligência Artificial é forte aliada para promover campanhas com criativos personalizados e que impactem positivamente a escolha das pessoas por determinado produto ou serviço não apenas no Dia das Mães, mas também em demais datas comemorativas”, afirma Caeiro.

Compartilhar