Digital House estimula transição de carreiras e anuncia novo programa de bolsas para todo o Brasil

Escola de habilidades digitais oferecerá ao todo 400 bolsas de estudo, que darão até 100% de gratuidade nos cursos

0
Publicidade

A demanda por profissionais de tecnologia, segundo a Revelo, aumentou mais de 160% de 2018 para 2019. E o Brasil terá, de acordo com a consultoria McKinsey, um gargalo de 1 milhão de profissionais de tecnologia até 2030. Para reverter esse cenário e formar novos talentos, bem como ajudar aos interessados em fazer a melhor transição de carreira possível, a Digital House segue firme o seu propósito de estimular o conhecimento e lança mais um programa de bolsas para pessoas de todo o país. Ao todo, serão mais 400 bolsas de estudo, de até 100%, nos cursos de Marketing Digital, Desenvolvimento Web Full Stack, Data Analytics, Data Science, UX, Gestão de Produtos Digitais, Desenvolvimento Mobile Android e Desenvolvimento Mobile IOs, em formato 100% remoto.

Os pré-requisitos para quem quer participar do processo seletivo são ter mais de 18 anos, ter o segundo grau completo e ser residente em qualquer cidade do Brasil. E não é necessário realizar qualquer tipo de pagamento. Os interessados devem acessar o site https://www.digitalhouse.com/br/acoes/carreiras-digitais, preencher o formulário e completar o teste de lógica até o dia 31/01/2021. Após essa primeira etapa, os selecionados terão entre os dias 04/02/2021 e 23/02/2021 para realizar o desafio online. Aqueles que passarem por essa segunda peneira passarão pelas entrevistas a partir de 01/03/2021 e, se aprovados no processo seletivo, terão até o dia 19/03/2021 para efetuar a matrícula. O início das aulas está previsto para acontecer a partir do dia 01/04/2021. “Estamos em busca de pessoas comprometidas, curiosas e que tenham desejo de crescer profissionalmente. A ideia é integrar estudantes de todo o Brasil, promovendo a troca de experiências em encontros remotos, com a participação ativa de todos no conteúdo da aula. Essa interação ao vivo com o professor e os colegas, que é um dos nossos grandes diferenciais, nos ajudará a capacitar os futuros profissionais que possam suprir essa demanda de mercado tão latente”, declara Cristiano Santos, CMO da Digital House.

Dinâmica da DH traz segurança e perspectiva aos alunos

Entre janeiro e novembro de 2020, a Digital House concedeu 1.130 bolsas de estudos, entre iniciativas próprias (260) e parcerias com grandes organizações (870). Para os alunos que têm a chance de participar de um dos programas, a escola não só proporciona segurança quanto à qualidade do ensino – já que conta com um corpo docente reconhecido no mercado pela sua alta qualificação -, mas também perspectivas em  relação ao futuro dos bolsistas. Este é o caso de Stéphanie Veríssimo, de 25 anos e residente em Fortaleza (CE), que participou do programa Mais Mulheres na Programação em busca de uma transição de carreira – antes, ela trabalhava como engenheira de produção. “Ingressei no curso de Desenvolvimento Web Full Stack em outubro de 2019, por influência de familiares que são da área. Minha irmã me indicou a Digital House para os estudos. Ingressei achando que seria difícil fazer uma transição de carreira rapidamente. E para surpresa de todos, surgiu a pandemia, que levou as aulas para o modelo remoto – antes, eu frequentava a escola presencialmente, mas me adaptei rapidamente ao novo sistema. Minha maior preocupação foi conseguir a primeira oportunidade na área, mas após quatro meses da finalização do curso, consegui a minha primeira oportunidade. Um ano após iniciar a minha transição de carreira, estou no meu segundo emprego na área de desenvolvimento, e nada disso seria possível se não fosse todo o suporte que eu recebi da Digital House, bem como o apoio dos amigos que fiz no curso (com os quais mantenho contato até hoje), dos professores Camila e Victor Hugo (que inúmeras vezes me acalmaram e acreditaram no meu potencial), e do Departamento de Carreiras, que me treinou para que a primeira oportunidade de fato ocorresse”, relata.

A pandemia e a quarentena, de fato, promoveram os processos de transformação digital em muitas empresas. Para se ter uma ideia, 60% dos executivos consultados pela Robert Half afirmam que o período de quarentena acelerou a transformação digital de empresas de todos os setores – o que corrobora a alta busca por profissionais de tecnologia. Para quem tem vontade de aproveitar esse momento, é importante destacar que o salário médio para carreiras digitais como Programação, Marketing Digital, Dados e UX, é de R$ 8.149,00 (Fontes: Glassdoor; Vagas; Época Negócios). “O brasileiro tem talento para as carreiras digitais, independentemente do local em que viva. Com mais essa iniciativa, queremos  chegar aos quatro cantos do país e mostrar na prática que é possível ser especialista aonde quer que a pessoa esteja. A distância, definitivamente, não é empecilho, e a Digital House tem capacidade para levar aos alunos dos locais mais afastados um ensino de qualidade, inovador e alinhado às tendências do mercado de tecnologia”, declara Edney “InterNey” Souza, diretor acadêmico da Digital House.

Publicidade
Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui