Digital House estimula transição de carreiras e anuncia novo programa de bolsas para todo o Brasil

Escola de habilidades digitais oferecerá ao todo 400 bolsas de estudo, que darão até 100% de gratuidade nos cursos

0

A demanda por profissionais de tecnologia, segundo a Revelo, aumentou mais de 160% de 2018 para 2019. E o Brasil terá, de acordo com a consultoria McKinsey, um gargalo de 1 milhão de profissionais de tecnologia até 2030. Para reverter esse cenário e formar novos talentos, bem como ajudar aos interessados em fazer a melhor transição de carreira possível, a Digital House segue firme o seu propósito de estimular o conhecimento e lança mais um programa de bolsas para pessoas de todo o país. Ao todo, serão mais 400 bolsas de estudo, de até 100%, nos cursos de Marketing Digital, Desenvolvimento Web Full Stack, Data Analytics, Data Science, UX, Gestão de Produtos Digitais, Desenvolvimento Mobile Android e Desenvolvimento Mobile IOs, em formato 100% remoto.

Os pré-requisitos para quem quer participar do processo seletivo são ter mais de 18 anos, ter o segundo grau completo e ser residente em qualquer cidade do Brasil. E não é necessário realizar qualquer tipo de pagamento. Os interessados devem acessar o site https://www.digitalhouse.com/br/acoes/carreiras-digitais, preencher o formulário e completar o teste de lógica até o dia 31/01/2021. Após essa primeira etapa, os selecionados terão entre os dias 04/02/2021 e 23/02/2021 para realizar o desafio online. Aqueles que passarem por essa segunda peneira passarão pelas entrevistas a partir de 01/03/2021 e, se aprovados no processo seletivo, terão até o dia 19/03/2021 para efetuar a matrícula. O início das aulas está previsto para acontecer a partir do dia 01/04/2021. “Estamos em busca de pessoas comprometidas, curiosas e que tenham desejo de crescer profissionalmente. A ideia é integrar estudantes de todo o Brasil, promovendo a troca de experiências em encontros remotos, com a participação ativa de todos no conteúdo da aula. Essa interação ao vivo com o professor e os colegas, que é um dos nossos grandes diferenciais, nos ajudará a capacitar os futuros profissionais que possam suprir essa demanda de mercado tão latente”, declara Cristiano Santos, CMO da Digital House.

Dinâmica da DH traz segurança e perspectiva aos alunos

Entre janeiro e novembro de 2020, a Digital House concedeu 1.130 bolsas de estudos, entre iniciativas próprias (260) e parcerias com grandes organizações (870). Para os alunos que têm a chance de participar de um dos programas, a escola não só proporciona segurança quanto à qualidade do ensino – já que conta com um corpo docente reconhecido no mercado pela sua alta qualificação -, mas também perspectivas em  relação ao futuro dos bolsistas. Este é o caso de Stéphanie Veríssimo, de 25 anos e residente em Fortaleza (CE), que participou do programa Mais Mulheres na Programação em busca de uma transição de carreira – antes, ela trabalhava como engenheira de produção. “Ingressei no curso de Desenvolvimento Web Full Stack em outubro de 2019, por influência de familiares que são da área. Minha irmã me indicou a Digital House para os estudos. Ingressei achando que seria difícil fazer uma transição de carreira rapidamente. E para surpresa de todos, surgiu a pandemia, que levou as aulas para o modelo remoto – antes, eu frequentava a escola presencialmente, mas me adaptei rapidamente ao novo sistema. Minha maior preocupação foi conseguir a primeira oportunidade na área, mas após quatro meses da finalização do curso, consegui a minha primeira oportunidade. Um ano após iniciar a minha transição de carreira, estou no meu segundo emprego na área de desenvolvimento, e nada disso seria possível se não fosse todo o suporte que eu recebi da Digital House, bem como o apoio dos amigos que fiz no curso (com os quais mantenho contato até hoje), dos professores Camila e Victor Hugo (que inúmeras vezes me acalmaram e acreditaram no meu potencial), e do Departamento de Carreiras, que me treinou para que a primeira oportunidade de fato ocorresse”, relata.

A pandemia e a quarentena, de fato, promoveram os processos de transformação digital em muitas empresas. Para se ter uma ideia, 60% dos executivos consultados pela Robert Half afirmam que o período de quarentena acelerou a transformação digital de empresas de todos os setores – o que corrobora a alta busca por profissionais de tecnologia. Para quem tem vontade de aproveitar esse momento, é importante destacar que o salário médio para carreiras digitais como Programação, Marketing Digital, Dados e UX, é de R$ 8.149,00 (Fontes: Glassdoor; Vagas; Época Negócios). “O brasileiro tem talento para as carreiras digitais, independentemente do local em que viva. Com mais essa iniciativa, queremos  chegar aos quatro cantos do país e mostrar na prática que é possível ser especialista aonde quer que a pessoa esteja. A distância, definitivamente, não é empecilho, e a Digital House tem capacidade para levar aos alunos dos locais mais afastados um ensino de qualidade, inovador e alinhado às tendências do mercado de tecnologia”, declara Edney “InterNey” Souza, diretor acadêmico da Digital House.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui