Mais

    Empreendedor não cria limitação

    Publicidade

    Brasileiros de todas as partes do País têm o sonho de empreender, mas acabam presos a questionamentos limitadores como “com que dinheiro?” ou “em que ramo irei investir?”.

    A biografia de alguns empreendedores de vários segmentos distintos mostra de forma evidente que a maioria deles começou sem capital e muitas vezes até sem o conhecimento necessário, mas todos eles se mantiveram perseverantes, fazendo seus respectivos sonhos saírem do imaginário.

    Publicidade

    O empreendedor brasileiro Leandro Otávio Sobrinho conta como começou a empreender aos 22 anos de idade, em seu último ano de curso de Direito. “Inquieto com o estágio na área que exercia, corri por várias áreas buscando algo que fizesse meus olhos brilharem, mas em especial algo que fosse tangível naquele momento”, relata.

    Ao encontrar algo que fazia sentido em relação aos seus objetivos, o empresário transformou sua vida por completo para que essa ideia se tornasse uma realidade. “Fiz de tudo um pouco, usei meus limites de crédito, peguei empréstimos, vendi meu único carro, arrumei um sócio. Por isso sempre digo que não comecei zerado, comecei no negativo, pois sem nem começar o negócio eu já estava devendo. Mas o que mais me importava era começar, e foi comprando um restaurante que dei o primeiro passo como empreendedor. Digo que para um estudante de direito de 22 anos ir para o comércio de alimentos não foi baseado na teoria da graduação, mas sim no desejo incansável de empreender, então gerei a oportunidade”, revela Leandro.

    Para o empresário, na grande maioria dos casos é necessário pensar, planejar, virar noites em claro, passar por dificuldades e problemas, aprender com eles, superá-los só assim para fortificar a trajetória e seguir em frente mais forte e preparado.

    Mas de acordo com o empreendedor, encontrar algo que te cative e iniciar esse projeto é apenas o primeiro passo da jornada. “O segundo desafio é fazer do seu negócio algo financeiramente saudável, criar um posicionamento comercial que gere futuro e longevidade para a sua marca. Ao atingir esse posicionamento financeiro e comercial, o verdadeiro empreendedor fica destemido, não para, vai atrás de outras oportunidades, seja no mesmo segmento ou em outros”, pontua.

    Publicidade

    A partir desse empreendimento, surgiram diversas oportunidades na vida empresarial de Leandro. “Recebi a proposta de me tornar franqueado de uma rede de óticas, depois de uma rede de bolsas femininas e, em seguida, uma escola de cursos profissionalizantes, e hoje aos 36 anos passando por diferentes segmentos, meu negócio internacionalizou, fundei uma gestora de investimentos imobiliários nos EUA. Negócios geram negócios, relacionamentos comerciais abrem portas, gerando autoconfiança e conquistando o respeito dos que o cercam, essa é a base do network.  Então fica a mensagem, só existe uma pessoa que pode te impedir de empreender, e esse alguém é você mesmo”, finaliza o empresário.

    *Leandro Sobrinho é empreendedor e apaixonado por gestão. Para mais informações, acesse www.raiseinvestor.com ou pelo Instagram raise.investor

    Publicidade

    Artigos recentes

    Notícias Relacionadas

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui