Novo meio de pagamento será implementado em novembro e requer certo cuidado, assim como outras formas de transações digitais

O Banco Central (BC) anunciou nesta quarta-feira (19) o sistema de pagamentos chamado PIX, que permitirá transações bancárias 24 horas por dia em qualquer dia da semana. Além da facilidade em relação aos horários, as transações poderão ser efetuadas em até dez segundos através de dispositivos digitais como celulares e computadores, de acordo com o BC.

O sistema será disponibilizado para bancos com mais de 500 mil clientes, sendo que essas instituições terão até 16 de novembro para adotar a tecnologia, que é a data quando o PIX deve começar a funcionar efetivamente para os brasileiros. A ideia do BC é que o novo sistema substitua meios de pagamento como o TED e DOC, que demoram dias para serem compensados.

A novidade surgirá em um momento em que transações financeiras e pagamentos digitais estão ganhando bastante popularidade. Nesse contexto, tecnologias como o NFC e QR Code, que inclusive poderá ser usado pelo PIX, estão começando a serem aceitas até mesmo no transporte público.

Sylvia Bellio, especialista em infraestrutura de TI e CEO da it.line, empresa eleita por quatro vezes consecutivas a maior revendedora da Dell no Brasil, comenta que apesar dos métodos de pagamento serem fáceis de usar e intuitivos, é preciso tomar alguns cuidados. Ela dá dicas para realizar transações financeiras digitais da maneira mais segura possível:

– Não se preocupe, o NFC não lerá informações do seu bolso

Uma dúvida muito comum é se é possível que o NFC realize pagamentos involuntários caso o celular ou outro aparelho esteja no bolso. Isso é praticamente impossível porque a tecnologia só funciona quando os dispositivos estão aproximados em pelo menos cerca de 10 cm. De maneira prática, é preciso deixar os dispositivos quase encostados;

– Verifique a autenticidade da conta com QR Code

Assim como o golpe do boleto com código de barras falso, alguns golpistas utilizam códigos QR falsos para roubar as informações dos clientes. Por isso, é preciso verificar se o código foi enviado pela empresa que se destinará o pagamento. Além disso, também é preciso tomar cuidado para não fornecer o QR Code da sua conta para golpistas que se passam por funcionários de agências bancárias. Essa situação é muito importante porque o PIX utilizará o QR Code como uma das formas de pagamento;

– Fique atento aos terminais de pagamento via NFC

É necessário ficar atento aos terminais de pagamento que possuem tecnologia NFC. Já foram registrados casos de golpistas que substituíram o terminal original por um falsificado que roubava as informações dos clientes. Por isso, caso o terminal do ônibus por exemplo, esteja danificado ou com um aspecto muito diferente do habitual, prefira utilizar outro meio de pagamento como o cartão de transporte comum;

– Mantenha dispositivos e aplicativos atualizados

Cibercriminosos acabam utilizando de brechas no sistema para cometer fraudes. E as atualizações de software dos dispositivos e versões dos aplicativos servem justamente para coibir falhas que podem servir de porta para deixar o usuário vulnerável;

– Não realize pagamentos utilizando conexões públicas de internet

As redes públicas de Wi-Fi podem ser usadas em situações emergenciais de comunicação e, mesmo assim, o usuário deve se certificar que está acessando a rede correta. Nesse sentido, é recomendado que nunca uma conexão pública seja utilizada para entrar em aplicativos de banco ou realizar transferências, compras e pagamentos. Elas podem estar infectadas com vírus e malwares que podem servir para roubar informações pessoais dos clientes;

– Utilize senhas

Apesar dos métodos serem extremamente seguros, é preciso tomar cuidado com os procedimentos de segurança dos aparelhos. Mesmo quem não costuma realizar pagamentos  por aplicativos ou programas de banco, precisa manter celulares, computadores e tablets com senhas de acesso. As senhas dificultam que os softwares sejam utilizados em caso de roubo ou furto;

– Feche os aplicativos

É importante fechar os aplicativos de pagamento depois que eles foram utilizados, por dois fatores. O primeiro é pela segurança, já que eles encerrados podem evitar qualquer tipo de exposição. O segundo motivo é o gasto de bateria do dispositivo. Aplicativos que estão em segundo plano acabam gastando a energia do dispositivo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui