Estreias de Reality Shows gastronômico aumentam procura por curso profissionalizante na área

Publicidade

Os reality shows de gastronomia estão cada vez mais em evidencia, valorizando o melhor da nossa gastronomia, com isso, a procura por cursos na área de gastronomia está cada vez mais em alta, seja por um hobby ou por investimento na profissionalização e abertura de negócios no segmento. Dentre muitos fatores, o sucesso desses programas gastronômicos, é uma das chaves para a supervalorização da profissão.

O ramo de atuação é muito abrangente e vai além do chef de cozinha que cria pratos, planeja cardápio ou comanda estabelecimentos. Para ser um chef é necessário entender as tendências e técnicas do setor, ter disciplina, saber precificar e qualificar seu trabalho e como atuar na área. Por isso, os cursos profissionalizantes crescem cada vez mais na preferência do público.

Um levantamento realizado pelo Instituto Gourmet, pontua que 66% dos franqueados da rede percebem um aumento entre 30% ou mais de 50% nas matriculas durante as estreias de programas gastronômicos. O cabelereiro Maike Aparecido da Silva, de 28 anos, é um desses exemplos.

Publicidade

Apaixonado pela gastronomia e em grandes nomes da área, ele se matriculou no curso de confeitaria da unidade de Presidente Prudente e em menos de três semanas, apenas acompanhando as aulas online – na época a unidade ainda não tinha sido inaugurada devido à restrição no comercio – passou a comercializar doces e ovos de páscoa.

“Com essas vendas e encomendas eu já consigo pagar as três primeiras parcelas do curso. As aulas online estão sendo ótimas, pois estamos prevenindo a aglomeração e o contágio. A escola está nos orientando e tirando todas as dúvidas com muito cuidado e atenção, eu assisto o conteúdo e já começo colocar em prática”, comenta.

Já Diego de Souza Leite, 24 anos, largou a carreira de Protético Dentário para iniciar o curso de doceiro profissional. “Quando eu fiquei noivo, decidi fazer doces para ajudar na verba do casamento. Casamos e o amor pela cozinha ficou, então decidi me profissionalizar”, comenta.

O jovem conta que apesar das dificuldades que teve no início nunca pensou em desistir. “O curso tem me aberto os olhos para muitos detalhes que antes passavam por desapercebido, nessa área são os detalhes que fazem a diferença”, pontua.

Um dos objetivos de Diego é participar do Que Seja Doce, um reality de gastronomia da TV por assinatura, “além disso, também quero montar minha loja virtual e física, tornar minha marca conhecida e fazer mais curso na área. Desde que tive a aula de precificação e gestão eu melhorei meus preços e consigo lucrar mais do que quando trabalhava com carteira assinada”, finaliza.

Apostando no aluno empreendedor, o Instituto Gourmet foi fundado em 2014 por Lucilaine Lima e Robson Fejoli. Em 2015 com a entrada do sócio Glaucio Athayde, formataram e testaram o modelo de negócio para o setor de franchising. A expansão da rede começou em 2017 e desde então, segue em constante crescimento e, só no ano passado, comercializou 88 unidades e obteve um faturamento de R$ 45 milhões. Com a sociedade com o Grupo SMZTO, a rede atingiu a meta de comercializar 100 unidades.

Sobre o Instituto Gourmet

O Instituto Gourmet é a maior rede nacional de franquia especializada em cursos profissionalizantes na área da gastronomia. Criado para quem deseja ingressar no mercado gastronômico e obter formação profissional da área, o Instituto oferece opções de cursos de curta ou longa duração, com flexibilidade nos horários e foco na interação do aluno. Criada em 2014, a rede ingressou no franchising em 2017 e já conta com mais de 100 unidades comercializadas em todo país.

Publicidade

Artigos recentes

Notícias Relacionadas

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui