Evite dores de cabeça e chateações com golpes da internet

Advogado especialista em direito digital alerta sobre cuidados no ambiente virtual

0

Heróis sempre tiveram um lado bom e um nem tanto. Tarzan, o rei das selvas corria pelado, Aladdin era ladrão, Batman salvava a cidade só que dirigia a 320 km/h, Pinóquio mentia, Olívia Palito tinha bulimia e a Margarida namorava o Pato Donald e saia com o Gastão.

Hoje em dia golpes estão ligados a empresas heróis, como Google, Facebook, Amazon, Apple, empresas muito admiradas por terem feito algo inovador para a vida de todos. Os golpes não são praticados por essas empresas, mas usando suas páginas. O advogado especialista em direito digital, Francisco Gomes Júnior, explica alguns desses golpes:

– O golpe da doação é muito comum. Coloca-se a foto de alguém doente com uma história comovente e pede-se uma doação para uma conta bancária. “Cuidado, boa parte dessas doações não são para salvar ninguém, mas sim para bolsos de golpistas. Tente checar a história de várias maneiras, pesquise em vários sites e publicações e verifique se não há denuncias antes de realizar qualquer doação”, inicia o especialista.

– Outro golpe comum são vendas com preços muito abaixo do normal. “Desconfie se um produto é vendido por metade ou menos do preço, na grande parte das vezes você não irá receber nenhum produto e o anúncio teve como objetivo roubar os dados do seu cartão de crédito e alguns dados pessoais seus como RG, CPF e endereço. Pesquise antes de comprar, verifique se o vendedor é confiável ou se já tem queixas contra ele”, continua Júnior.

-Cuidado também ao clicar em cima de QR Codes desconhecidos ou suspeitos. “Em vários eventos e shows onde foram pedidas doações para entidades sérias, colocou-se um QR Code fake cobrindo o QR Code autêntico, o que leva a transferências de valores para contas de golpistas”, explica.

– Muita cautela com promoções gratuitas. Do tipo clique aqui, preencha o formulário e ganhe algo. “ Existe um ditado que diz, se algo é de graça, o produto é você, ou seja, se existe uma promessa para que você ganhe algo sem nada em troca, o que querem são seus dados pessoais. E o que fazem com seus dados pessoais? Podem fazer compras online, cadastrar um celular em seu nome e usar para crimes, fazer um crediário, montar perfis nas redes sociais com seu nome, etc. Fique atento porque perder os dados hoje em dia pode te dar muita dor de cabeça”, frisa o advogado.

Antigamente, quando roubavam seus documentos você tinha que fazer um boletim de ocorrência na delegacia e lidar com os golpes em bancos, cheques roubados, etc. “ Hoje em dia, bastam seus dados pessoais para que golpes sejam praticados digitalmente, sem nenhum contato com você. Fique alerta! ”, finaliza Francisco.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui