Investimentos indexados ao CDI: bancos digitais oferecem boas oportunidades ao investidor

Publicidade

O CDI, uma das siglas mais comuns do mercado financeiro, pode ser fator determinante para escolher o melhor investimento. Os bancos digitais têm oferecido oportunidades interessantes de rendimento atrelado a essa taxa.

Com promessas de render 130% do CDI, investir nos bancos digitais tem se tornado uma escolha popular e está atraindo novos investidores, tanto vindos de outras instituições tradicionais quanto aqueles que nunca investiram.

Embora a estratégia seja adotada há algum tempo, ela ganhou mais visibilidade devido à alta da taxa Selic, que torna os produtos vinculados a este índice de referência mais atrativos.

O que é CDI?

Publicidade

O CDI, ou Certificado de Depósito Interbancário, é uma taxa relacionada aos empréstimos que os bancos fazem entre si para fechar o caixa do dia no azul. Ele determina o rendimento anual de diversos tipos de investimento.

Essa taxa acompanha de perto a Selic e costuma ficar 0,10 ponto porcentual abaixo dela. Atualmente, com a Selic a 6,25% ao ano, o CDI está em 6,15% ano ano. Portanto, um produto que rende 100% do CDI renderia, em um ano, 6,15%; outro produto que rende 130% do CDI é o equivalente a 12,3% de lucro ao ano.

Na última reunião do Comitê de Política Monetária (Copom), o colegiado determinou o quinto aumento seguido na Selic. É o maior patamar da taxa desde julho de 2019, e não deve parar por aí. A estimativa dos analistas é que a Selic fechará o ano em 8,25%.

Com a alta da taxa básica de juros, o rendimento do CDI sobe também, o que torna investimentos que usam este índice de referência mais lucrativos para o investidor.

Investimentos atrelados ao CDI

Basicamente existem dois ativos de renda fixa indexados ao CDI: os CDBs e as LCIs.

Os Certificados de Depósito Bancário (CDBs) são títulos emitidos por instituições financeiras com o objetivo de financiar suas atividades, como empréstimos, financiamentos, entre outros.

Em troca, o banco digital paga a rentabilidade prometida. Essa rentabilidade pode ser prefixada (definida antes da compra), pós-fixada (definida no vencimento do título) ou indexada (flutuante). Ainda existe o modelo híbrido, onde parte da rentabilidade é prefixada e parte é pós fixada e indexada a um indicador (IPCA, por exemplo).

Alguns CDBs são atrelados a outros índices – como à própria Selic ou ao IPCA.

O risco desse investimento é baixo. Apenas no caso dos prefixados o título pode desvalorizar. Além de já ter a rentabilidade garantida, o CDB conta com a cobertura do Fundo Garantidor de Crédito (FGC), que retorna o dinheiro no caso do emissor decretar falência.

Já as Letras de Crédito Imobiliário (LCI) são emitidas por instituições financeiras. A emissão é usada para captar recursos destinados ao financiamento de projetos e iniciativas imobiliárias.

As LCIs também podem ser prefixadas, sujeitas às variações do índice de referência (CDI ou Selic), ou pós-fixadas, e também possuem garantia do FGC.

O investimento é bastante procurado por investidores por ser isento do Imposto de Renda, uma vez que adquirir um papel do tipo é investir no mercado imobiliário.

Atenção ao rendimento

Não é sustentável para os bancos pagar uma porcentagem tão alta do CDI por muito tempo.

Na maioria das vezes, CDIs superiores a 100% vêm de verbas destinadas a ações de marketing ou de captação de clientes, que são temporárias, variando entre um e três meses de prazo de rendimento para os ativos.

Porém, o que tem sido observado no mercado de investimentos é que os bancos digitais têm oferecido mais ações promocionais que os bancos tradicionais, com a mesma segurança para o investidor, graças ao FGC.

Enquanto a renda fixa estiver em destaque, é provável que novas campanhas sejam realizadas pelos bancos digitais. O investidor deve ficar atento às próximas oportunidades e também aos detalhes da aplicação.

Os produtos que oferecem ganhos de até 200% do indicador são aqueles que oferecem liquidez, e dificilmente um investimento que tem liquidez consegue oferecer mais do que isso.

Na hora de analisar um investimento, o mínimo que o investidor deve exigir é 100% do CDI. Buscar investimentos com taxa de rentabilidade acima deste indicador, como CDBs e LCIs, fará o capital render mais.

Publicidade

Artigos recentes

Notícias Relacionadas

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui