Mais

    Leilões online: como aproveitar as melhores oportunidades e não cair em golpes

    Publicidade

    O e-commerce foi um dos segmentos que mais progrediu em 2021. A ABComm (Associação Brasileira de Comércio Eletrônico) estipulou um crescimento de 19% em relação a 2020. A internet trouxe facilidade e praticidade para diversos setores.

    O mercado imobiliário não ficou para trás e foi acompanhando essa movimentação nos últimos anos, criando oportunidades de negócios. Quando se fala no leilão, especificamente, existem diversas plataformas que operam de maneira segura, prática e vantajosa.

    Publicidade

    Os pregões online de imóveis têm diversas vantagens, entre elas é uma forma de venda aberta e transparente, com as quais ganha-se tempo. Não é necessário se envolver em longas negociações com o proprietário do imóvel ou corretor para chegar em um preço considerado justo. Nos leilões tudo é feito de forma ágil, clara e com os participantes sendo informados de todo os passos.

    Além disso, nas plataformas de leilões online encontram-se diversas oportunidades, ofertas com preços muito abaixo do valor praticado no mercado, chegando a de até 60% a menos por imóveis bem vantajosos, e o comprador é o protagonista. Ele decide se vai adquirir, ou não, o imóvel, sendo o único responsável pelos seus lances e, se fizer a melhor oferta, consegue arrematar o bem. 

    As visitas a bairros, agendamentos para conhecer o imóvel ou viagens em busca de uma casa de veraneio, por exemplo, são supridas pelas plataformas online, as quais possibilitam verificar os editais dos lotes e, assim, contemplam todas as informações necessárias (preço, metragem, condição de pagamento, documentação etc.). Nos tempos atuais, ainda mais, há o bônus de fazer isso sem abdicar da saúde, não se expondo a riscos.

    Para participar de leilões online com segurança, é importante observar três pontos fundamentais: verificar o cadastro do leiloeiro oficial da empresa (número da JUCESP, no caso de SP), que deve constar no site e checar a lista disponível no site da Junta Comercial. Por fim, reunir todas as informações necessárias do imóvel antes de realizar o pagamento, conferindo se o site é seguro, se o pregão realmente existe — os projetos “Fraude em Leilões” e “Leilão Seguro”, por exemplo, mantêm uma lista com sites de leilões falsos.

    Publicidade

    A boa e velha reputação não pode ser deixada de lado. Verifique todas as informações da empresa que está realizando o leilão: CNPJ; tempo de mercado; se é homologada pelo Tribunal de Justiça do estado; se trabalha em todo o país; e se atende às principais corporações e instituições financeiras. Boas práticas incluem também o serviço completo de atendimento ao cliente e conteúdo explicativo em blogs e redes sociais.

    Outro ponto importante é o edital. Ao participar de um leilão, online ou presencial, a leitura do edital é imprescindível. Através dele, tem-se acesso a todos os detalhes do lote em específico – regras de participação, formas de pagamento, valores, ocupação do bem e débitos que possam existir para o arrematante são alguns dos pontos abordados.

    Participar de leilões é um caminho sem volta. Quanto mais você conhece, mais busca informações e oportunidades em novas plataformas, assina a newsletter para receber informativos, refina suas buscas conforme suas preferências, ‘viaja’ pelos lotes sem sair de casa e com a chance de pagar menos e fazer um bom negócio. Tem coisa melhor?

    *Por Zukerman Leilões, empresa referência em leilões imobiliários — [email protected]

    Publicidade

    Artigos recentes

    Notícias Relacionadas

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui