O que fazer com os investimentos durante a crise do coronavírus?

0

Especialista em mercado financeiro do Grupo GR Discovery apresenta alternativas para minimizar os impactos econômicos

Como lidar com as aplicações no mercado financeiro durante a crise econômica mundial impactada especialmente pela pandemia do coronavírus? A incerteza momentânea leva as empresas a evitarem os investimentos, o que refletirá drasticamente na economia brasileira. A última crise foi em 2008 e causou grandes reviravoltas no setor financeiro, também de âmbito global.

O especialista em finanças e investimentos, CEO do Grupo GR Discovery, Mateus Lucio, explica como amenizar o impacto neste período de fragilidade econômica. “O mercado tende a manter-se em queda nas próximas semanas. Por isso, a recomendação é dar preferência para opções vendedoras. Ou seja, dólar ou ouro”, exemplifica o executivo.

LEIA TAMBÉM:  RPA e COVID-19: Como os robôs de software estão ajudando as empresas a colocar a saúde dos funcionários em primeiro lugar

A tônica é investir sem correr grandes riscos. Rendimento de renda fixa, por exemplo, se for pré-fixado representará uma situação mais tranquila. Caso seja fixado, é importante o investidor estar atento à taxa de juros que pode cair e, consequentemente, a aplicação render menos. “A dica é: se for possível trocar o investimento pós-fixado por pré-fixado, melhor. Porque a tendência, no momento, é que os juros caiam”, sugere o CEO do Grupo GR Discovery.

LEIA TAMBÉM:  Vai oferecer home office por causa do coronavírus? Cuidado com a “imunidade” digital

Para aqueles que investem em Bolsa de Valores, Lucio ressalta que é fundamental buscar informações com especialistas de mercado, para ter o mínimo de perda possível. Mesmo no momento de grande incerteza e volatilidade, vale a pena investir neste tipo de serviço, com as recomendações com melhores performances, o retorno será mais assertivo. “Não é hora para apostar em fundos de investimento atrelados a grandes companhias. A instabilidade deve resultar em saldo negativo”, acrescenta o especialista.

O especialista ainda orienta que o ideal é comprar aos poucos e todos os meses. “Com isso é possível garantir um bom rendimento e conseguir adquirir na baixa e na alta. Pense com clareza, não faça loucuras e não tome decisões precipitadas. Aproveite o momento de crise para se atualizar e evitar repetir os mesmos erros no futuro”, alerta Lucio.

LEIA TAMBÉM:  Saiba como a tecnologia está ajudando em negociações internacionais durante o surto de coronavírus

O Grupo GR Discovery atua como fintech multifacetada há 11 anos no mercado brasileiro e internacional, tornou-se referência como empresa brasileira que opera na Bolsa de Valores de Chicago com soluções financeiras integradas para atender as diversas necessidades dos clientes.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui