Com o início da vigência da Lei 13.709, conhecida como Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais (LGPD) – no pais, a nCipher Security, uma empresa da Entrust e líder mundial em módulos de segurança de hardware (HSMs), reconhece que o país, finalmente, entra em uma nova era no que se refere à proteção de dados, garantindo a todos  direitos fundamentais de liberdade e de privacidade.

De acordo com André Machado, gerente sênior de canais LATAM da nCipher Security, “a entrada em vigor da LGPD é um marco na história do Brasil, pois traz segurança jurídica ao tema de proteção de dados e coloca o país na vanguarda das discussões sobre este assunto em nível internacional”.

“A qualidade máxima em soluções de proteção de dados é indispensável para o mundo atual, em constante transformação e cada vez mais digital, e, portanto, estamos bastante entusiasmados de ver o Brasil adotar uma postura séria e ampla em relação a este tema que sempre foi um valor fundamental para nós na Entrust”, conclui o executivo.

A empresa segue investindo em sua atuação no país e recentemente anunciou que seus HSMs® nShield® receberam a certificação ICP-Brasil no mais alto nível de segurança MCT7 NSC3.

Com essa certificação, a nCipher Security se posiciona para atender às demandas de alto desempenho e alta segurança que vêm de projetos governamentais digitais, Autoridades Certificadoras (ACs), Indústria 4.0, aplicações de saúde e finanças no Brasil.

Emitida pelo Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (INMETRO), a certificação ICP-Brasil confirma que os HSMs nShield XC atendem aos requisitos de segurança dos módulos criptográficos a serem utilizados na infraestrutura de chaves públicas brasileiras.

Regulamentações de conformidade de dados, como a Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD), posicionaram a proteção de dados e a criptografia na vanguarda das estratégias de segurança dos clientes, especialmente nos setores de serviços financeiros e telecomunicações, governo e organizações que buscam estratégias de nuvem. Estratégias eficazes de criptografia exigem uma sólida geração e gerenciamento de chaves, e a melhor prática é armazenar essas chaves em HSMs. O recém-anunciado lançamento do PIX, sistema nacional de pagamentos instantâneos do Banco Central, também impulsionará a demanda por HSMs como uma raiz de confiança para a infraestrutura de segurança de pagamentos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui