Pequenos negócios crescem com a ajuda do mercado digital 

Publicidade

Negócios voltados para comércio evoluíram no último ano, e, impulsionado pelo comércio digital, setor responde por mais de 50% de negócios em funcionamento no país

Cresceu no país o número de MEIs (Microempreendedores Individuais) no ano de 2020: de 3.359.750 empresas abertas no ano passado, 2.663.309 eram MEIs – um crescimento de mais de 8% em relação ao ano de 2019. Esses dados são do Mapa de Empresas, do Ministério da Economia.

No final de 2020, existiam no país 11.262.383 MEIs ativos, que correspondem a 56,7% do total de negócios em funcionamento no território nacional.

Publicidade

De acordo com pesquisa realizada pela Serasa Experian, solicitada pelo jornal O Estado de S.Paulo, 2020 foi um ano promissor para um número considerável de Microempreendedores Individuais no Brasil. A pesquisa analisou quase 700 mil MEIs ativos no país e, aproximadamente, 10% das pessoas que abriram seu próprio negócio conseguiram se expandir para uma pequena empresa no último ano – mais que o triplo registrado entre os anos de 2017 e 2019.

As empresas que mais prosperaram foram as que têm seus negócios voltados para o comércio, se destacando com mais de 10% na porcentagem de crescimento.

Para os especialistas, o motivo que une o crescimento de todos esses comerciantes, mesmo em um período de crise, foi a decisão crucial de alterar o ambiente físico para os negócios digitais. É uma medida que não só serviu para manter os negócios abertos, mas também serviu para a expansão – em alguns casos, para escala nacional.

Economistas também adicionam que outro passo decisivo que ajudou os microempreendedores a não fechar os negócios e a vencer as adversidades impostas pela pandemia foram os estímulos fiscais e monetários, disponibilizados pelos bancos.

Como expandir seu negócio 

Com a alta no número de desempregos, o MEI foi a saída para muitos brasileiros se manterem ativos no mercado de trabalho. E, apesar de a pandemia ainda estar afetando a economia do mundo todo, é possível fazer apostas seguras no ramo empreendedor.

A dica para começar com o pé direito no mercado é: muita pesquisa e análise do mercado em que você pretende atuar. Conheça seu público e pense como ele. Faça um estudo bem detalhado do segmento que você deseja investir e avalie se vale a pena, avalie as necessidades dos consumidores e se você não está apostando em um mercado já saturado.

Também é necessário aprender a lidar com finanças. Um curso rápido de ciências contábeis EAD pode ajudar a te preparar melhor para o mercado e a como analisar os seus lucros e despesas de maneira mais sensata.

Por fim, teste sua ideia e veja o que você precisa melhorar antes de investir. Lembre-se de que você só vai saber os pontos fracos e fortes do seu produto pelos feedbacks de quando ele já estiver circulando.

Publicidade

Artigos recentes

Notícias Relacionadas

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui