Pix ganha nova funcionalidade para ajuste de limite em transações

Publicidade

Na última semana, o Banco Central incluiu mais uma funcionalidade ao Pix: agora, é possível ajustar o limite liberado para as transações via pagamento instantâneo. Esse recurso já está disponível nos aplicativos das entidades bancárias que trabalham com o Pix. Para o especialista em regulação José Luiz Rodrigues, essa é apenas uma das novas funcionalidades previstas para pagamento instantâneo, que visam difundir a sua utilização na sociedade.

“Os outros meios de pagamento continuarão a existir, como DOC, TED, boletos e cheques, mas há um entendimento de que o Pix poderá substituir determinados comportamentos financeiros conforme a popularização do seu uso”, explica José Luiz, que também é sócio da JL Rodrigues & Consultores Associados. “Por ser mais rápido, o Pix também pode diminuir os prazos de entrega de compras feitas pela internet. Enquanto o boleto bancário demora um dia ou dois para registrar o pagamento, o Pix o faz em segundos. Isso é positivo também para o varejo, que tem em mãos um sistema financeiro mais rápido, prático e seguro, o que deve impactar positivamente a gestão dos negócios e a própria prestação de serviços”.

As solicitações de redução dos valores dos limites do Pix deverão ser atendidas imediatamente pelas instituições financeiras, já as solicitações de aumento desse valor devem ser acatadas até às 7h do dia seguinte ao pedido. Entretanto, essa regra só vale caso o cliente solicite um aumento compatível ao que já possui para transações via TED e cartão de débito. Caso o aumento seja superior aos limites que habilitados ao cliente, a instituição financeira pode analisar o seu perfil e decidir se aceita ou não este pedido.

Publicidade

Além do aumento no limite, outras funcionalidades devem surgir nos próximos meses, como a facilitação em pagamentos de conta de água e luz. De acordo com José Luiz, as mudanças em produtos e serviços são consequência da evolução do mercado. “Será cada vez mais comum o surgimento de novos produtos e empresas no cenário financeiro. Porque a modernização do Sistema Financeiro Nacional, provocada pela chegada de inovações como o Pix, open banking e sandbox, está fazendo com que o mercado se estruture para atender às novas demandas dos consumidores. Isso vem gerando até novos processos de fusão, incorporação, parcerias, compra e venda, entre outros modelos de organização ou reorganização”.

Publicidade

Artigos recentes

Notícias Relacionadas

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui