Qual a diferença entre CIO e CTO e quanto ganham estes profissionais?

Publicidade

Ao longo do tempo o mercado de trabalho vai dando origem a novos profissionais e, com isso, novas nomenclaturas vão surgindo. Provavelmente você já ouviu falar em CEO, CIO, CTO, CMO, afinal, no mundo corporativo elas ganham destaque. Mas, será que você está por dentro dos detalhes que envolvem essas siglas?

Bom, para evitar qualquer dificuldade na assimilação de siglas como essas, seja para quem está entrando no mercado ou já está nele, separamos este artigo para explicar dois desses termos muito falados. Confira, a seguir, qual a diferença entre CIO e CTO e quanto eles ganham.

O que é CIO?

Publicidade

A sigla CIO é uma abreviação de Chief Information Officer, que em português significa Diretor(a) de Tecnologia da Informação (TI) de uma companhia. 

Este também é um cargo executivo e de liderança, por isso, o CIO é um profissional experiente e que fica incumbido pelo TI e pelo funcionamento dos sistemas de informática. Ele pode ser um(a) Gerente de Informática, Diretor(a) de Informática ou Vice-Presidente de Informática, tudo vai depender da nomenclatura usada pela empresa em questão.

Funções do CIO

No geral, este profissional é o responsável por criar uma ligação entre a direção de uma organização e a equipe de funcionários que trabalha no setor da informática. E, por esse motivo, o CIO precisa, além da sua formação em TI, de conhecimentos aprofundados em gestão, estratégia e liderança.

Dentre as funções desempenhadas por um CIO, estão:

  • Gerir estruturas, recursos e pessoas da área de TI;
  • Garantir que os projetos sejam finalizados dentro do prazo e orçamento disponível;
  • Fazer com que a companhia obtenha ganho por meio da informática e, com isso, alcance suas metas;
  • Ter pensamento estratégico sobre a informação e o seu poder de otimizar o modelo de negócios;
  • Supervisionar a aquisição e implementação dos produtos de TI (softwares e hardwares) e todos os serviços atrelados ao departamento.

É importante dizer que o CIO, na maioria das vezes, destina as atividades mais técnicas e operacionais aos profissionais de sua confiança, para que o executivo responsável pela área tenha tempo de sobre para destinar em questões mais estratégicas, de planejamento e liderança.

O que é CTO?

Por trás da sigla CTO existe um nome, em inglês Chief Technology Officer, traduzindo é o(a) Diretor(a) de Tecnologia de uma organização.

De modo geral, este é um cargo a nível executivo e de liderança. Além disso, ele é ocupado por um profissional do setor de Tecnologia da Informação, ou TI, como muitos conhecem. Na maioria dos casos, esta é uma função ocupada por um(a) Engenheiro(a) de Software, um(a) Desenvolvedor(a) experiente, um(a) Técnico(a) de Novas Tecnologias, dentre outros. 

Funções do CTO

Como falamos anteriormente, este cargo é de nível executivo e, por isso, sua função está mais vinculada ao âmbito dos negócios e estratégias do que das execuções práticas da tecnologia, ou a programação, de fato.

Em resumo, o CTO pode ser visto como um gatekeeper de novas tecnologias. Ou seja, alguém que ficará encarregado de receber todos os contatos direcionados a um profissional muito importante e filtrar os que são relevantes.

Dentre as suas funções, estão:

  • Criação e implementação de novos recursos e ferramentas destinadas ao aperfeiçoamento dos procedimentos tecnológicos de uma companhia;
  • Alta dedicação para ampliar a eficiência dos sistemas internos da empresa.

Vale ressaltar que todas as decisões de um(a) Diretor(a) Técnico(a) ou Diretor(a) de Tecnologia devem estar direcionadas a análise de riscos e custos junto ao CIO, profissional que abordaremos a seguir.

Diferença entre CTO e CIO

Estas siglas costumam gerar um certa confusão no entendimento destes dois cargos, entretanto, elas não são iguais e as suas diferenças devem ser entendidas.

A distinção mais marcante entre um CTO e um CIO é que o primeiro, conhecido como Diretor(a) de Tecnologia, deve, como de costume, responder ao Diretor(a) de TI (CIO).

Nesse caso, o CTO fica responsável por organizar toda a operação técnica de uma organização e fazer a sua conservação. Já o CIO, fica mais encarregado com todo o fluxo de informações, infraestrutura dos sistemas e softwares desta empresa, incluindo a área de tecnologia, que permite a este profissional um olhar mais integral de toda a operação de negócios.

Quanto ganha um CTO e um CIO?

Quando o assunto é o valor que cada profissional costuma ganhar, também existem diferenças. Veja a seguir:

CIO

Segundo o Resumo do Cargo de CIO no site Vagas, inicialmente a remuneração deste profissional é em média R$7 mil ao mês e podendo chegar a quase R$30 mil. No Brasil, a média salarial do CIO é de R$18.103,00. 

Em 2020, o Guia Salarial Robert Half divulgou que a previsão para o salário de um profissional CIO poderia ir de R$27.550,00 até R$56.100,00. Sendo o menor para indivíduos menos qualificados e o maior para pessoas com habilidades relevantes.

CTO

Em 2018, a Revista Exame divulgou um levantamento, que foi atualizado em 2020, informando que a remuneração de um CTO, com cerca de 4 a 8 anos de experiência no mercado, podia chegar a aproximadamente R$298 mil ao ano, o que equivale a uma média mensal de R$24 mil.

Para profissionais experientes, com mais de 12 anos de atuação, o salário tende a aumentar para até R$504 mil ao ano.

Em suma, existe um pensamento que vale para ambos, que é: quanto mais capacitado o profissional for, mais disputado ele será em meio ao mercado de trabalho e mais cara será a sua mão de obra. Portanto, quanto mais qualificação e experiência, melhor.

Considerações finais

Toda carreira demanda um pontapé inicial, e com as profissões na área de tecnologia isso não é diferente. É preciso começar de algum lugar e ir se especializando até chegar em cargos de liderança como os citados neste artigo.

Vale lembrar que com o passar dos anos, a tecnologia foi tomando conta do cotidiano das pessoas e, claro, das empresas. Dessa forma, profissões na área de TI nunca estiveram tão em alta como nas últimas décadas. Então, se você está pensando em migrar de área, ou começar em alguma, a da Tecnologia da Informação está em grande expansão e permite que o profissional cresça bastante frente ao mercado. 

Este artigo foi escrito com exclusividade para o canal Tecnolera e é uma iniciativa de Dificio.com.br – um dicionário on-line de termos de finanças, investimentos e contabilidade para disseminar e desmitificar o economês e o financês. Sua reprodução total ou parcial é permitida desde que citada a fonte e mantido os links.

Publicidade

Artigos recentes

Notícias Relacionadas

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui