Mais

    Raphael Brito, de chapeiro e office boy a dono de uma rede de franquias que fatura R$ 220 milhões ao ano

    Publicidade

    Quando era um menino de apenas 11 anos, na cidade de Passos, interior de Minas Gerais, Raphael Brito já tinha certeza do que queria construir na vida. Com o pai, falecido cedo, quando ele tinha apenas sete anos, e uma mãe que começou a trabalhar de faxineira para conseguir pagar as contas da casa.

    Raphael então começou a trabalhar cedo para ajudar nas despesas da casa: foi chapeiro de lanchonete, office boy, ajudante de borracheiro, panfleteiro, lavava carros e carregava malas em um hotel.

    Publicidade

    Mesmo com tantos trabalhos ainda criança, o menino não parou de estudar e manteve a paixão de se tornar empreendedor.

    O que ele não esperava é que em 2022, alguns anos após toda essa trajetória, ele fosse construir um legado que impacta diretamente o mundo com a energia limpa. Hoje, ele é dono de uma rede que tem mais de 450 franquias e fatura milhões ao ano, a Solarprime.

    “Eu já havia feito de tudo, nunca tive medo de trabalhar e sempre tive muita vontade de aprender. Eu sabia que tentando, uma hora a oportunidade apareceria e eu teria que estar preparado para aproveitá-la”, afirma o empresário Raphael Brito, sócio da Solarprime, a maior rede de franquias de energia solar da América Latina.

    O nascimento de um empreendedor

    Publicidade

    Quando carregava malas em um hotel, o garoto começou a se interessar pelo ramo de vendas. Graças a uma observação que, para muitos, poderia passar batido: Raphael notou que um vendedor de queijos e doces, que dirigia um furgão, cinco meses depois apareceu com uma nova caminhonete, e parecia ter melhorado de vida financeiramente.

    Ele viu na área de vendas uma ótima oportunidade de mudar de vida.

    Conciliou o seu tempo entre dois trabalhos: no hotel e também em uma loja de informática. Mas não começou como vendedor, pois o proprietário do local o achava muito inexperiente.

    O tempo passou e um dia Raphael substituiu uma funcionária que faltou. Assim, pôde mostrar que sabia lidar com o público e com as vendas, e finalmente conseguiu o cargo que desejava.

    Raphael, neste momento, ainda era um menino que tinha acabado de sair do Ensino Médio. E apesar de gostar de vendas, resgatou um sonho de criança: queria se tornar um piloto de avião.

    Ao perseguir esse sonho, ele decidiu vender a casa que seu pai deixou de herança para pagar um curso de piloto. Passou um ano estudando com um investimento de R$40 mil, a sua parte na venda da casa.

    Ascensão na energia sustentável

    Durante o período de estudos, conheceu o proprietário de uma empresa de energia solar, que queria contratá-lo para pilotar o avião da empresa. Neste momento, porém, ainda não havia uma aeronave para ele iniciar o trabalho, e enquanto isso começou a trabalhar com vendas.

    “Eu sempre fui comunicativo, e para quem se arrisca a trabalhar com vendas, esse comportamento é fundamental. Eu vi a oportunidade de trabalhar com um produto inovador e de grande potencial, e saí captando clientes, efetuando bons negócios”, diz Raphael Brito.

    A idealização de novos projetos logo surgiu, e de forma natural Brito percebeu que não era mais a aviação que iria o levar onde ele já sonhava chegar, já que ele havia alimentado a sua vocação de empreendedor.
    Decidiu assumir as rédeas da sua vida profissional e abrir o seu próprio negócio no ramo de energia solar.

    Em sociedade com seu amigo Agnaldo Marques, a Solarprime foi criada em 2014, quando Brito tinha apenas 21 anos.

    Conta ele que, após 6 meses de trabalho, sem mais dinheiro para prospectar, vendeu o próprio celular para comprar combustível e buscar clientes na região. Além de ter parcelado em 12 vezes a compra de panfletos, porque realmente acreditava no negócio.

    A primeira venda após deixar de ser funcionário e se tornar empreendedor veio depois de alguns meses de tentativa, R$30 mil que foram reinvestidos no próprio negócio.

    Os resultados positivos foram surgindo, mas a intenção dos sócios era crescer ainda mais. Foi quando eles buscaram os serviços de Sandro Cubas, especialista em franquias, para expandir os negócios.

    Como não tinham dinheiro para pagar pela consultoria, a dupla resolveu abrir mão de 33,33% da empresa para ele em troca do processo de formatação da franquia – quando Cubas se tornou também um sócio.

    A Solarprime então começou a crescer, ano a ano, e hoje se tornou a maior rede de franquias de energia elétrica do Brasil. Está presente em todos os Estados do país e conta com mais de 450 franquias abertas, com uma média aproximada de 2.000 funcionários entre diretos e indiretos.

    “Em 2021 tivemos um crescimento de líquido de 120 novas unidades por todo Brasil e de 60 Milhões de reais em faturamento, um aumento de 48% em relação ao ano de 2020”, afirma o empresário.

    Raphael Brito, mesmo atingindo resultados profissionais expressivos, diz que continua aprendendo e aspira crescer cada dia mais, sempre guiado pela qualidade e pelo valor que seu trabalho agrega à sociedade. São escolhas que mudam ações e ações que podem mudar drasticamente o destino de uma pessoa.

    De chapeiro, ajudante de borracheiro e carregador de malas, foram acontecimentos cotidianos que geraram os insights que levaram a Raphael Brito estar onde está.

    Publicidade

    Artigos recentes

    Notícias Relacionadas

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui