Resiliência profissional é uma das habilidades mais valorizadas pelos profissionais de Recursos Humanos

0

Essa é uma competência que pode ser desenvolvida e ampliada

De acordo com a psicologia, resiliência é a capacidade que uma pessoa tem de lidar com seus próprios problemas, vencer obstáculos e não ceder à pressão seja qual for a situação. E resiliência profissional, o que é?

Considerada como uma das principais competências do século 21, a resiliência profissional refere-se à capacidade que uma pessoa tem de suportar situações adversas no ambiente de trabalho e ainda assim manter boa performance e resultados.

Em um mercado altamente competitivo e com mais de 11,5 milhões de desempregados, a concorrência é cada vez maior, por isso é fundamental ter além de conhecimentos técnicos, habilidades comportamentais. As organizações buscam profissionais capazes de administrar situações de conflitos no trabalho, por isso, essas competências são tão valorizadas e fundamentais para o sucesso.

Para Flora Victoria, mestre em psicologia positiva pela Universidade da Pensilvânia e Embaixadora da Felicidade no Brasil pelo evento mundial World Happiness Summit, quem administra as emoções mais facilmente, consegue superar as dificuldades de forma rápida e eficaz, obtendo harmonia e equilíbrio na vida. “Vale ressaltar que a resiliência profissional não é uma característica  importante só para os colaboradores, mas também para outros membros da empresa como chefes, supervisores, coordenadores e pessoas em posição de liderança”, destaca.

A resiliência não é esperada apenas em profissionais experientes, o mercado de trabalho, também, busca essa habilidade entre os jovens que estão começando e desejam crescer em suas carreiras. De acordo com pesquisa da Mappit, empresa de recrutamento especializada em profissionais em início de carreira do Grupo Talenses, 54% dos profissionais da área de recursos humanos valorizam esse comportamento, embora ainda não o encontrem entre os mais jovens.

Ainda segundo a pesquisa, os profissionais de RH esperam que os novos trabalhadores tenham facilidade no relacionamento interpessoal e mais proatividade.

“O mercado demonstra que mais que educação, experiência, conhecimento e treinamentos, o nível de resiliência de cada um determinará quem terá sucesso e quem ficará pelo caminho. Portanto, o quanto antes aprender a desenvolver essa competência, melhor”, afirma Flora.

Algumas pessoas são consideradas naturalmente resilientes. Isso, geralmente, acontece com quem ao longo dos anos desenvolve essa habilidade mesmo de forma inconsciente por observação, repetição de padrão e aprendizado, às vezes a partir da convivência familiar. Mas, essa é uma qualidade que se modifica com o tempo, em função das experiências de vida de cada um e que pode ser desenvolvida e potencializada.

É natural encontrar barreiras durante o processo, mas elas devem servir de aprendizado, uma vez que a própria resiliência no trabalho impulsiona o indivíduo a ir até o fim na execução de seus objetivos. O profissional resiliente enxerga as mudanças por uma perspectiva positiva e tem facilidade de se adaptar mesmo quando as circunstâncias são adversas.

Existem diversas formas de se trabalhar e ampliar a resiliência, uma delas é  identificando o que o impede de atingir seus objetivos. Há alguma limitação que te impeça de lidar com uma situação específica? Questione as crenças limitantes que te levam a duvidar da sua própria capacidade.

Outra maneira de aumentar a resiliência é aumentando, também, o otimismo. Pense que os problemas que enfrenta no momento são temporários. Uma perspectiva mais positiva e esperançosa fará com que se sinta mais resiliente. Cada um tem suas maneiras de gerenciar as adversidades, o estresse, as dificuldades, ou seja, são diferentes estratégias que podem levar a uma sensação de resiliência.

Os profissionais resilientes apresentam características como:

  • Promover mudanças para atingir seus objetivos e os da empresa;
  • Capacidade de rápida tomada de decisão;
  • Bom humor;
  • Facilidade de antecipar crises e se preparar para elas;
  • Tranquilidade para ouvir “não”;
  • Confiança e sim próprio e controle das emoções;
  • Facilidade para solucionar conflitos;
  • Aprendem continuamente com as experiências de vida.

Desenvolver esse tipo de comportamento ajuda na resolução de problemas, nos relacionamentos, no trabalho e na vida em geral. O grande segredo é que é necessário muito treino e querer mudar de fato, porque todos podem ter novas habilidades e construir o caminho da resiliência para muitos aspectos da vida.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui