Mais

    Saiba o que é preciso para empreender nos Estados Unidos

    Publicidade

    Diversos empresários brasileiros têm interesse em investir nos Estados Unidos, levando seus empreendimentos já consagrados no Brasil para a América do Norte. Na maioria dos casos, o objetivo por trás desse movimento é a obtenção de um visto que provenha uma estadia permanente no país, como as categorias E2 e EB2.

    Daniel Toledo, advogado que atua na área do Direito Internacional, fundador da Toledo e Associados e sócio do LeeToledo PLLC, escritório de advocacia internacional com unidades no Brasil, Estados Unidos e Panamá, relata que, em caso de sucesso na aquisição da autorização de permanência, é necessário que os gestores criem um plano de negócios detalhado. “É importante levar em consideração todos os gastos. Custos fixos e variáveis devem ser apontados com a maior precisão possível, visando uma melhor resolução e a segurança desse investimento”, aconselha.

    Publicidade

    Além das despesas, o especialista pontua que é preciso informar os lucros que são ou serão gerados nessa operação. “Usando uma rede de lava-rápidos como exemplo, é crucial que se liste todas as formas de entrada de dinheiro em caixa. Nesse caso, é importante separar clientes esporádicos e mensalistas, que pagam antecipadamente para obter um serviço ilimitado durante o mês inteiro. Além disso, é necessário detalhar também os ganhos com outros itens e serviços, como enceragem e polimentos”, explica.

    Para o advogado, ao planejar uma nova unidade, é válido considerar a compra de equipamentos usados visando uma redução de custos, desde que seja verdadeiramente vantajoso. “Essa rede de lava-rápidos conta com três unidades operando, sendo que a segunda teve o menor custo de equipamentos, mas conta com maquinários usados. Embora a despesa inicial seja menor, os valores gastos com reparos e manutenção invalidam a falta de investimento em máquinas novas”, exemplifica.

    Segundo Toledo, a localidade do empreendimento é de extrema importância e pode causar um aumento exponencial nos lucros. “A terceira unidade dessa rede foi aberta ao lado de um supermercado, que conta com uma franquia de postos de gasolina própria. Esse fato faz com que o fluxo de carros naquela região seja consideravelmente maior e, com a procura e a quantidade de clientes subindo, o lucro também cresceu, fazendo com que essa unidade se tornasse a mais rentável das três que estão em operação. Além disso, existe o fator ‘comodidade’, afinal, os clientes podem deixar seus carros para realizar um processo de polimento ou cristalização enquanto estão no mercado”, destaca.

    De acordo com o especialista em Direito Internacional, empresas que apostam na venda de itens que tenham relação direta com o setor de atuação, podem encontrar uma renda adicional importante. “No caso de um lava-rápido, é fundamental oferecer produtos de perfumaria automotiva ou manutenção estética para veículos. Esse movimento garante diversidade na clientela e um aumento considerável nos ganhos”, finaliza.

    Publicidade

    Artigos recentes

    Notícias Relacionadas

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui