Saiba o que é preciso para se tornar um trader

Publicidade

Qualquer pessoa pode ser trader, embora seja preciso algo mais para efetivamente ter sucesso nesse tipo de operação. Quando reúne as características tidas como ideais, a tendência é que o investidor possa identificar oscilações mesmo no curto ou no curtíssimo prazo. Consequentemente, seus resultados aparecem rapidamente e ele pode prosperar na Bolsa praticamente de imediato.

Esse é um cenário ideal para boa parte das pessoas: ganhar muito dinheiro de maneira rápida, aplicando em ativos que dão retorno em menos tempo. É o que resume a postura do trader. Entretanto, para conseguir essa façanha, é importante saber quais são os itens de fato influenciam no sucesso desse tipo de investidor.

Conhecimento 

Publicidade

Nem todas as operações resumem-se ao curto prazo. Da mesma forma como ocorre com investidores especializados em estratégias mais duradouras, o trader também precisa estar sempre se dedicando ao conhecimento, mesmo depois que já se inseriu no ambiente da Bolsa de Valores.

Estudo é fundamental, uma vez que, como o próprio nome sugere, a renda variável não repete resultados. Sendo assim, é preciso ter uma postura pró-ativa no sentido de estar sempre em busca de novos conhecimentos.

Para ser trader, é importante ter a consciência de que cada novo dia exige novas abordagens. A empresa que gerou lucro no pregão anterior pode apresentar resultados ruins logo em seguida. Assim, sem uma boa base teórica, dificilmente é possível prosperar nesse mercado.

Estratégia 

Fundamental também é atuar de maneira criteriosa, explorando as características e as oportunidades que a Bolsa de Valores oferece. É preciso considerar especialmente o curto prazo e o curtíssimo prazo. Quem pratica o scalping, por exemplo, deve contar com uma estratégia bem elaborada e não tentar investir apenas de acordo com impressões, para mitigar riscos.

Dentre as estratégias mais conhecidas estão o já citado scalping, o swing trade e o day trade. Elas se diferenciam em relação ao período em que o trader precisa se manter posicionado.

De acordo com aquilo que julgar mais interessante para seu perfil pessoal e com os conhecimentos adquiridos, o trader pode escolher entre se especializar em ações imediatas, cuja negociação dura algumas horas, ou então aplicar em ativos que serão comprados e vendidos em algumas semanas.

Análises 

Um bom analista é indicado para qualquer atividade, seja ela envolvendo dinheiro ou não. No que diz respeito aos investimentos, o ideal é que o próprio trader seja capaz de criar suas análises para não ter que depender da ação de terceiros. Isso gera ganho de tempo nas ações do dia a dia, além de permitir amadurecimento em relação ao mercado.

É preciso dominar o comportamento dos ativos, identificando motivos que levam às oscilações das empresas na Bolsa e suas implicações futuras. Para tanto, é possível contar com recursos como a análise técnica de ações e a análise fundamentalista, entre outras.

O ideal é que o trader profissional seja um especialista nesse tipo de observação, uma vez que a partir de uma boa interpretação de dados ele será capaz de ir além de abordagens incentivadas por impressões. Estratégias criteriosas, considerando o trabalho, a gestão e o mercado em que as empresas atuam, além de seu histórico de curto, médio e longo prazo na Bolsa de Valores são essenciais para o sucesso.

Ferramentas 

Para atuar como trader é indispensável contar com ferramentas capazes de ajudar na tomada de decisão e na simplificação de processos. Em relação a isso, vale ter atenção especial aos recursos que as corretoras de valores disponibilizam para seus clientes, como software para trade.

Entre essas ferramentas estão soluções como o home broker, um sistema informatizado que funciona dentro das plataformas, no qual é possível enviar ordens de compra e de venda dos ativos. Quanto mais sofisticado for o home broker melhor para o trader que poderá investir com qualidade.

Além disso, é possível trabalhar com os chamados simuladores de investimentos que representam o ambiente da Bolsa para que o investidor possa praticar antes de efetivamente colocar seu dinheiro em jogo.

Outra solução interessante é a carteira recomendada de ações, um documento que as corretoras oferecem para que o investidor tenha acesso às análises de especialistas que indicam onde investir.

Publicidade

Artigos recentes

Notícias Relacionadas

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui