Mais

    Seja intraempreendedor e decole na carreira

    Publicidade

    Muito se fala atualmente sobre empreendedorismo. Mas você sabia que o intraempreendedorismo é fundamental para quem quer ter êxito profissional dentro das empresas? Já ouviu falar no termo, tem ideia do que significa? O conceito de intraempreendedorismo já existe há bastante tempo, mas é agora que está voltando a ter relevância, pois, em busca de se atualizarem com tudo o que ocorre neste mundo tão V.U.C.A – volátil, incerto, complexo e ambíguo -, as empresas podem acabar se esquecendo de olhar para os próprios colaboradores em busca de boas ideias.

    “É justamente disso que trata o intraempreendedorismo, um conceito que sugere aproveitar os talentos da própria organização para encontrar oportunidades de inovar. Afinal, são as pessoas os grandes ativos das empresas; não é mesmo? E é por meio do capital humano que as organizações têm encontrado oportunidades de se manterem relevantes e competitivas no mercado”, afirma o headhunter e CEO da Prime Talent Executive Search, David Braga.

    Publicidade

    O intraempreendedor é aquele profissional que é visto pela empresa com um importante ativo, por estar sempre buscando inovar, apresenta soluções práticas, está sempre insatisfeito com os resultados e quer aprimoramento constante. Usualmente, é este o mesmo colaborador que propõe novas ideias, novos cenários e, constantemente, questiona o status quo, o modo como as coisas são feitas na corporação.

    Não à toa, muitos especialistas agregam ao intraempreendedorismo a noção de “senso de dono”. “Na prática, isso quer dizer que essas pessoas agem no dia a dia profissional como se a organização fosse delas, sempre em busca de resultados promissores. Também são conhecidos como ownership. Adotam postura visionária dos negócios, buscam empenhar seu melhor, mesmo diante de adversidades. Literalmente, não deixam a peteca cair”, diz Braga.

    Segundo o headhunter, num mundo em constante evolução e com mudanças cada vez mais aceleradas, adotar o intraempreendedorismo é interessante. “Usualmente, a pessoa que tem esse tipo de atitude representa baixa insegurança aos riscos, o que é diferente de imprudência. Da mesma forma, é um (a)  profissional focado (a) na execução de suas atividades, tem paixão pelo que faz, é persistente, dedicado (a), proativo (a) e multidisciplinar. Se você tem a maior parte dessas competências e habilidades, então considere-se um intraempreendedor.”

    Na visão do headhunter, se as empresas buscam obter resultados diferenciados, é interessante que estejam atentas a esses profissionais e fomentem seu desenvolvimento, além de apostarem em ambientes com esse tipo de perfil mais visionário. Nesse contexto, David Braga cita o Google como uma das referências no assunto. “Você sabia que a multinacional estimula os funcionários a dedicar 20% de seu tempo para projetos pessoais? E trabalhar em um lugar que incentiva a livre criação de ideias pode resultar em serviços que, hoje, são indispensáveis. Um fruto dessa iniciativa foi a criação do Gmail. Incrível, não é mesmo?”, comenta.

    Publicidade

    Por isso, se você é um (a) profissional que se considera intraempreendedor ou está buscando maior destaque em suas atividades profissionais, busque se diferenciar e agregar valor onde quer que você esteja, independentemente da posição ou da empresa na qual trabalha. “Se você agir assim na organização em que atua, suas chances de subir na carreira, com certeza, aumentam”, ensina Braga.

    Publicidade

    Artigos recentes

    Notícias Relacionadas

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui