Principal provedora de tecnologia para o setor financeiro no Brasil, a Sinqia é a primeira grande empresa de tecnologia para esse mercado a receber a homologação do Banco Central para oferta do PSTI, solução em nuvem que permitirá que as instituições financeiras operem no sistema de pagamentos instantâneos (PIX). Com projeto baseado na nuvem Microsoft Azure, a companhia está oferecendo uma plataforma segura, tecnologia de ponta e especialistas para apoiar as instituições nessa nova modalidade que promete transformar os meios de pagamentos no país.

Diretor de Inovação da companhia, Leo Monte explica que  o PSTI é uma solução com custo menor, que traz agilidade, escalabilidade e eficácia em transações. “Não tenho dúvida que temos a solução mais segura e robusta do mercado, estamos juntos com a Microsoft para garantir a transação de grandes volumes e a segurança dos principais players do mercado para diretos e indiretos.”, comenta.

Monte destaca que a Sinqia vem investindo fortemente em pesquisa e desenvolvimento para entregar inovação ao mercado. “Estamos investindo em startups e tecnologias emergentes, o próximo passo agora será o Open Banking”, reforça. Qualquer banco ou financeira pode solicitar o teste com a empresa, que oferece um produto operacional completo, com painel de controle para web e mobile, facilitando a integração e gestão por parte das entidades.

Lançado em fevereiro deste ano e com operação prevista para novembro, o PIX possibilitará a transferência eletrônica de valores em tempo real, 24 horas por dia, sete dias por semana. A modalidade virá em adição às transações como DOC, TED, boletos e cheques, mas com muito mais comodidade. A Sinqia está por trás dos softwares dos principais bancos tradicionais, digitais e fintechs, além de gestoras de fundos, entidades previdenciárias e de consórcio. O trabalho na implantação do PIX é mais uma das ações de investimento de inovação da companhia, que ainda trabalha para o desenvolvimento de um ecossistema de serviços para agregar às novas funcionalidades que serão desenvolvidas a partir da implantação do PIX.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui