Startup de tecnologia cria sistema para ajudar hospitais no combate à Covid-19

0
Irapuan Moro, diretor de novos negócios da Habicad

Sistema auxilia na gestão do atendimento, tornando ele até 40% mais rápido.

A Habicad, startup de tecnologia para gestão pública, desenvolveu uma plataforma que auxilia hospitais no combate à Covid-19. O sistema auxilia no agendamento eletrônico, na gestão do atendimento e fluxo de trabalho, gerindo filas e dados de pacientes.

Segundo o diretor da empresa, Irapuan Moro, a plataforma já é utilizada em municípios para a gestão habitacional, mas foi adaptada para a saúde com o objetivo de atender a alta demanda que as instituições de saúde estão tendo devido ao novo coronavírus.

“A ferramenta controla todo o processo de gestão da saúde, auxiliando no armazenamento, análise e controle de dados dos pacientes. Além disso, permite aos cidadãos terem acesso via internet aos resultados de seus exames sem sair de casa através de um smartphone, em caso de isolamento”, explica Irapuan Moro, diretor de novos negócios da Habicad.

A plataforma foi desenvolvida dentro da legislação brasileira e está apta a atender as secretarias de saúde. É toda em ambiente web, o que permite uma flexibilidade para realizar toda a gestão. Ela oferece ainda: imagens em tempo real, que facilitam a localização de pontos de alta concentração de pessoas com Covid-19; cadastro dos munícipes com total segurança, nível de acesso controlado e transparência auditável; módulo de gestão financeiro de contas; banco de dados totalmente digital, permitindo um acompanhamento do histórico completo dos pacientes; ouvidoria para denúncias e esclarecimentos, entre outros.

A plataforma, em sua versão habitacional, mostrou-se um sucesso em Ponta Grossa (PR), transformando o atendimento ao público em algo ágil e eficiente. Antes, a média de tempo de atendimento na cidade era de 48 minutos, mas com o uso da plataforma essa média passou para 18 minutos.

“Esperamos que esta tecnologia possa tornar o atendimento às vitimas da Covid-19 ainda mais rápido e a gestão dos profissionais da saúde muito mais prática”, conclui Irapuan.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui