Suas vendas nos marketplaces estão ajudando ou atrapalhando o seu negócio?

0

Comércio eletrônico deve crescer 17,3% ao ano, chegando a aproximadamente R$ 211 bilhões em 2024

Desde a popularização do Mercado Livre as vendas em marketplaces vêm ganhando força no país, ainda mais com o isolamento social causado pela pandemia. O e-commerce no Brasil deve registrar R$ 111 bilhões de faturamento em 2020, segundo estudo sobre os impactos da Covid-19 no comportamento de consumo dos brasileiros e no comércio eletrônico, realizado pela Kearney.

Tudo isso só reflete o movimento de muitos comerciantes varejistas em migrar seus negócios para o comercio online, utilizando as plataformas dos grandes marketplaces  para otimizar suas vendas, já que contam com todo um aparato tecnológico e de marketing para expandir os negócios.

As vantagens dos marketplaces

A maioria dos marketplaces simplificam as vendas. Além da imagem do negócio, o lojista também pega emprestada a estrutura, as ferramentas e as funcionalidades de monitoramento dos marketplaces.

Tudo isso é feito com poucos cliques. Em minutos seu produto já pode ser apresentado a milhares de potenciais clientes. A soma de mais visibilidade, mais tráfego e mais confiança do público naturalmente gera mais vendas. É por isso que tantos e-commerces apostam no modelo, com resultados reais de aumento nas conversões.

Os pontos de atenção

Com essa migração em peso nos últimos meses, é possível notar um certo despreparo e falta de planejamento de muitos comerciantes para este modelo de negócio. Cada marketplace possui regras distintas, bem como datas de repasses e taxas diferentes. 

Para ter sucesso, é preciso ter preços competitivos, estoque atualizado, logística estruturada para entregas no prazo e principalmente organização financeira, pois é ela que garantirá que você possa elaborar estratégias comerciais eficientes e atrativas para o cliente que buscar pelos seus produtos.

O cuidado com as finanças

Valores de pedidos e entradas de recursos financeiros devem ser acompanhados de perto, a fim de se ter uma visão clara de todos os detalhes. Conciliar estes dados e cruzá-los entre si é o ideal, de forma a conseguir acesso à receita, números de pedidos, pagamentos em andamento e etc.

Diferente de uma conciliação bancária, a conciliação dos repasses das vendas nos marketplaces pede muito mais atenção e análise individual de cada transação para dar visibilidade à rentabilidade real. Isso vale principalmente para grandes datas como a Black Friday, em que os números parecem surpreender, mas nem sempre se traduzem em lucro.

Para um gerenciamento eficiente, tenha acesso aos inúmeros dados financeiros, fiscais e de desempenho, tais como produtos com maior saída, produtos com maior lucratividade, produtos que geram maior receita, percentual e taxas cobradas pelo marketplace, pagamentos em andamento, pontuação, recomendações e demais índices de confiança do cliente, canais com melhores desempenhos e custos operacionais, entre outros.

Como otimizar tudo isso?

Manter a integração ainda é o maior desafio dos gestores, já que conferir os pedidos em todas as plataformas demanda tempo, mas é obrigatório. Qualquer atraso ou esquecimento traz consequências tanto para o relacionamento com o cliente, quanto para a gestão das finanças.

O segredo do gerenciamento de múltiplos marketplaces é visualizar todos os dados em um único painel. Com tudo em uma só interface, a análise e a tomada de decisões são mais fáceis.

A gestão financeira também é eficiente para superar os desafios das mudanças de comissionamentos e variações conforme datas e categorias, bem como para criar diferentes estratégias de precificação para cada marketplace (o que é muito importante na Black Friday). Ao criar estratégias distintas para cada canal, é fundamental o monitoramento dos resultados, da concorrência e de seu posicionamento no ranking de buscas.

Adeque-se também aos modelos de pagamento de cada marketplace. As variações entre os prazos, que em alguns casos podem superar os 30 dias, é uma dificuldade para a organização financeira do negócio que têm que lidar com percentuais diferentes de acordo com o tempo escolhido para repasse.

Vender em marketplaces é sem dúvida uma estratégia eficiente para quem deseja ampliar suas vendas, principalmente quando se preza pela segurança dos clientes e praticidade na compra. Para que o sucesso seja alcançado nesse modelo de operação, o segredo é estar atento a todo movimento financeiro da empresa, olhando por cada venda, por suas regras distintas em cada marketplace e analisando os que estão mais alinhados à sua estratégia comercial.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui