Plataforma fará intermediação entre empresas e candidatos

O esforço para se recolocar no mercado tem feito muitos desempregados enfrentarem longas filas em agências de emprego. Mesmo assim, quem abre as oportunidades não consegue absorver essa grande demanda. Em meio a esse cenário, os trabalhos ocasionais passaram a ser uma opção de sustento das famílias. Para oferecer vagas deste tipo com empregadores confiáveis, os candidatos passam a contar com o Trampa Sampa, uma plataforma com aplicativo que oferece empregos por tempo determinado, destinados às pessoas com pouca ou nenhuma qualificação profissional, mas com muita vontade de trabalhar.

A nova plataforma entra em fase de testes e operação a partir do dia 15 de janeiro para auxiliar a preencher as vagas provisórias em diversos segmentos. Para oferecer esses postos nesse início das operações da plataforma, a startup firmou parceria com uma rede de lojas que atua no Brás e no Bom Retiro, na região central de São Paulo. O novo serviço já oferece oportunidades de atendimento ao cliente, de vendedor, de estoquista e de etiquetador.

Os interessados já podem acessar esses empregos via internet no sistema do Trampa Sampa pela internet (http://www.trampasampa.com.br). O aplicativo também se encontra disponível na versão Android. A nova solução começa a funcionar em fase de testes gratuitamente tanto para os empregadores quanto para os candidatos, com um serviço de avaliação da mão de obra e também do empregador. Para seu desenvolvimento, a startup captou R$ 500 mil com três investidores-anjo.

Fábio Ghelfond (à esq) e Nilton Wakassuqui, fundadores do Trampa Sampa/Divulgação

A plataforma chega para ajudar a reduzir o índice de desemprego na maior capital do país, que apresentou taxa de desocupação no estado de São Paulo de 12,8% no segundo trimestre deste ano. Os dados são da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (PNAD Contínua), do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

“A nossa ideia é arrumar uma forma de reduzir o desemprego na capital e, dessa forma, melhorar a condição social das camadas mais vulneráveis que enfrentam dificuldades para conseguir uma oportunidade”, destaca Fábio Caivano Ghelfond, co-fundador e CEO do Trampa Sampa.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui