Vale a pena investir em uma fintech?

0

Entender sobre investimentos é importante para todos aqueles que querem fazer com que seu dinheiro trabalhe para você. Muitos são os locais em que é possível investir, desde os bancos tradicionais até as fintechs, é válido conhecer as opções para seu plano financeiro.

Você já deve conhecer um pouco sobre as possibilidades de investir dinheiro no seu banco e suas opções como taxas, transferências e outros serviços como itaú portabilidade, benefícios ou flexibilidades, certo?

Mas você já pensou sobre isso dentro das fintechs? Será que vale a pena investir nessas novas empresas? Confira mais sobre essa possibilidade!

O que são fintechs?

O termo fintech surgiu da junção das palavras financial e technology, ou seja, finanças e tecnologias e são empresas que têm como grande objetivo inovar e otimizar os serviços do setor financeiro.

Essas empresas predominam no ambiente virtual e utilizam da tecnologia para desburocratizar e facilitar serviços que até então eram prestados somente por grandes instituições bancárias.

As fintechs podem ser vistas como startups, mas é válido lembrar que as startups são aquelas que têm grande potencial de rápido crescimento e não fazem parte, necessariamente, do setor financeiro. As fintechs, embora possam ter diversos produtos, atuam no segmento de finanças.

As principais vantagens das fintechs encontram-se nas soluções rápidas e menos burocracias, afinal, elas são trabalhadas no ambiente virtual e buscam resolver diversas solicitações através de poucos cliques.

Além disso, por não contarem com grandes operações físicas, agências e caixas de atendimento, elas gastam menos que os bancos tradicionais e isso reflete na diminuição de taxas repassadas aos clientes.

É comum que as fintechs sejam específicas e especialistas em algum tipo de investimento, mantendo maior o seu domínio dessa operação e oferecendo maior segurança para seus clientes.

Em quais fintechs é possível investir?

Atualmente, muitas já são essas empresas no mercado e diversas são as opções de investimentos para cada perfil e objetivo. Separamos algumas para você entender melhor sobre essas possibilidades.

Nubank

O Nubank é uma das empresas do setor mais conhecidas e consolidadas e participou ativamente da revolução do mercado de bancos digitais no país.

O investimento dessa fintech se dá através do depósito em conta, que automaticamente passa a ter um rendimento 100% do CDI, sendo mais vantajoso que a poupança, por exemplo.

Urbe.me

Indicado para aqueles que querem investir no mercado imobiliário, o urbe.me se dá no conceito de crowdfunding. Nele, o investimento inicial começa a partir de mil reais, em que o investidor recebe o título de participação de vendas, o que lhe garante recebimento dos rendimentos periodicamente.

Magnetis

A Magnetis é uma gestora de investimentos em que é possível fazer investimentos a partir de mil reais e aportes adicionais acima de R$100,00. A fintech apresenta transparência em suas taxas e garante isenção para os primeiros R$5 mil aplicados.

Warren

A Warren é uma fintech que atua como corretora, gestora e administradora, oferecendo investimentos de acordo com cada perfil e objetivo de investidor. A plataforma promete superar os rendimentos de poupança e oferece facilidades para aqueles que buscam por investimentos mais rentáveis.

A plataforma conta com um robô para ajudar as pessoas a escolherem o que mais combina com você e diversos são os investimentos cobertos pela empresa.

Vale a pena investir em fintech?

Muitas pessoas tinham medo de investir em uma fintech pelo medo de sua “facilidade de quebrar”. Isso é distante da realidade e essas empresas estão se consolidando cada dia mais pelo mercado financeiro.

Assim como qualquer corretora ou banco tradicional, investir em fintechs pode ter um risco, afinal, trata-se de dinheiro, mas eles são locais seguros e viáveis para seus rendimentos.

É importante compreender tudo o que está em jogo nas transações financeiras e ter atenção antes dos investimentos. 

É preciso comparar as empresas e suas possibilidades de investimentos, buscar informações sobre o histórico da fintech no mercado, verificar sua regulamentação no Banco Central e ter certeza que os investimentos estarão garantidos pelo Tesouro Nacional ou pelo Fundo Garantidor de Crédito, o FGC.

Esses cuidados não devem ser tomados apenas nas fintechs, mas em qualquer tipo de investimento, certo?

Agora que você sabe mais sobre essas empresas e entende que é viável e seguro investir nelas, que tal começar a olhar o que faz sentido para seu perfil? É preciso fazer com que o seu dinheiro trabalhe para você!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui