Veja os cuidados necessários para não cair em golpes no WhatsApp! 

Publicidade

No Brasil, o WhatsApp é um dos aplicativos mais utilizados pelos usuários, cerca de 87% utilizam o aplicativo quase todos os dias, seja para trabalho, estudo, comunicação ou lazer.

Isto, de acordo com uma pesquisa do Opinion Box, feita com quase duas mil pessoas. 

E assim como qualquer tipo de evolução tecnológica que conhecemos, como a própria internet, tudo tem um lado positivo e também um lado negativo em relação à experiência.

Publicidade

No caso do WhatsApp, cada vez mais golpes vêm surgindo, fazendo com que muitas pessoas percam dinheiro e até mesmo credibilidade a partir de armações de criminosos.

Por conta disso, o melhor que os usuários e até mesmo empresas de fachada comercial moderna que utilizam aplicativo podem fazer é atentar para formas de se proteger, em alguns casos, contando inclusive com a ajuda de profissionais capacitados.

No texto a seguir vamos entender melhor de que forma chegar à máxima proteção dentro da plataforma, mas não antes de entendermos mais sobre o lado negativo das redes.

O lado negativo do WhatsApp

Já fazem algumas décadas desde que os aparelhos celulares passaram a fazer parte do dia a dia de muitas pessoas, entregando a então inexistente possibilidade de entrar em contato com outras pessoas de qualquer lugar, a qualquer momento, com apenas alguns dígitos.

Com a evolução dessas tecnologias, já no começo da década de 2010, algumas redes sociais passaram a fazer parte desses dispositivos móveis, como o caso do WhatsApp.

O aplicativo, que hoje funciona tanto em celulares quanto em computadores e tablets, nada mais é do que uma forma de envio de mensagens, tanto escritas quanto em áudio para qualquer pessoa ou fachada de loja que tenha esse mesmo aplicativo instalado e em uso.

A partir da utilização e popularização do WhatsApp, as mensagens, e-mails e até mesmo ligações passaram a ser resumidas por alguns contatos via aplicativo, o que potencializou a comunicação entre as partes, quase que democratizando esse tipo de acesso.

Porém, da mesma forma que a internet quando surgiu passou a apresentar alguns tipos de perigos, como páginas de roubos, dark web e até mesmo perfis e informações falsas, o WhatsApp seguiu esse mesmo caminho, sendo uma das mais atingidas por golpes.

Isso ocorre pela facilidade que qualquer pessoa tem em fazer uma conta na plataforma e se passar por uma outra pessoa ou até mesmo empresa de embalagens personalizadas.

Dentro dessa comunicação falsa, os golpes passam a ocorrer, de modo a solicitar dados de usuários, depósitos em dinheiro ou transferências e até mesmo informações.

Em alguns casos, a própria conta de um usuário de WhatsApp pode ser roubada, a partir de um acesso indevido com o número de celular do usuário, servindo então como base para aplicação de golpes com os contatos daquela pessoa, que não sabem disso.

De modo geral, podemos entender que essa ferramenta, apesar de extremamente útil, entrega um tipo de vivência que pode estar atrelada a diversos problemas, como:

  • Roubos;
  • Furtos;
  • Estelionatos;
  • Injúrias.

Por isso, é essencial que uma pessoa ou uma empresa de troca de bateria iPhone 6S que utiliza a ferramenta tenha noção de modos de proteção, que podem evitar perdas financeiras, de clientes e até mesmo dores de cabeça.

De que forma se proteger de golpes no WhatsApp

Como dito acima, ainda que exista o perigo em utilizar o WhatsApp, é possível considerar alguns passos para se proteger, transformando qualquer tentativa de golpe na conta de um escritório virtual no aplicativo em algo frustrado.

A seguir vamos trazer alguns desses pontos, que se possível, devem fazer parte de qualquer utilização feita na rede social. 

Ative o PIN

O PIN é um tipo de proteção específica dentro do WhatsApp, tal como uma senha de acesso, que é válida dentro de uma conta para tornar a sua utilização segura pelo próprio dono, e também para tornar a identificação mais fácil, no caso de mudança de aparelho.

A partir dessa ativação seu WhatsApp, ainda que vinculado a outro dispositivo, só poderá ser utilizado com a concessão desse acesso, que só deve ser feito pelo próprio usuário.

Um ponto importante é que em grande parte dos golpes, criminosos pedem esse pin, seja diretamente ou indiretamente. 

O ideal é guardar consigo esse acesso, e caso não esteja ativado, acessar as configurações e colocar essa segurança para funcionar.

Confira as informações

Em muitos casos de golpes pelo WhatsApp, informações são repassadas por contas falsas para tentar iludir o usuário da rede social, por exemplo, fazendo com que ele dê dinheiro, conceda dados e acessos, e até mesmo se sensibilize com algo que não é verdadeiro.

Geralmente os criminosos utilizam artimanhas que possam ser conectadas com algum tipo de vivência ou característica daquela pessoa, o que é pesquisado antes do contato.

Por isso, a principal dica nesse sentido é deixar a desconfiança em primeiro lugar, tentando entender se a informação pode ser verdadeira a partir de uma pesquisa na internet ou checagem com pessoas chaves de uma empresa de banners personalizados.

Camufle algumas informações

Apesar de qualquer pessoa que tem conta no WhatsApp conseguir ser encontrada por quem tem o seu número, o aplicativo permite que algumas informações sejam concedidas apenas para algumas pessoas, sejam contatos ou não.

Por exemplo, é possível deixar a foto de perfil, recados, o status e visto por último para pessoas específicas, contatos que você tenha ou para ninguém.

Ainda que isso não desconsidere um possível contato de golpe, a função consegue afastar qualquer tipo de informação pessoal a mais que um criminosos possa ter, principalmente, relacionado ao nome de perfil e a foto da pessoa, tornando a identificação mais clara.

Desconfie dos links

Os links são alguns dos principais recursos utilizados por golpistas dentro do WhatsApp, tendo em vista a simplicidade de um click, levando o usuário direto para uma página de golpes, com preenchimento de dados, ou até um acesso instantâneo depois disso.

A melhor dica para combater isso é entender que os links só devem ser clicados quando  exibem uma página conhecida ou quando são enviados dentro de um contexto conhecido. 

No mais, é importante desconfiar, ainda que sejam enviados por pessoas conhecidas, visto que hoje em dia alguns tipos de vírus podem fazer esse envio de forma automática, e o próprio emissor pode não reconhecer essa mensagem.

Deixe a emoção de lado 

Ainda que as mensagens que você recebe de desconhecidos no whatsapp tragam notícias e informações boas ou esperadas, é necessário deixar de lado qualquer tipo de emoção e entender se aquela pode ser uma comunicação relacionada a golpe.

Esse é o caso de uma pessoa que está esperando uma oportunidade de emprego em uma loja de folder de apresentação e acaba recebendo uma mensagem sobre vagas.

Ainda que seja algo desejado, é importante entender que o golpe se forma a partir de um conhecimento prévio mínimo das vítimas, e que criminosos podem estar utilizando algum tipo de desejo dos usuários para convencê-los a partir do sentimento.

Conte com a ajuda de um profissional

Nem sempre você precisa lidar com tentativas e até mesmo golpes concretizados de forma individual. 

Dependendo do que aconteceu ou da insistência relacionada a crimes por meio do WhatsApp é possível contar com ajuda de profissionais capacitados.

Esse é o caso dos advogados, profissionais que cada vez mais estão se inteirando sobre crimes que acontecem a partir da web, cada vez mais frequentes e enquadrados.

Se existe algum tipo de insistência por parte dos golpistas, principalmente em relação a um acesso necessário, uma conversa que demora a acabar ou tende a ser insistente, um advogado entra com um processo contra a pessoa, pedindo ajuda do aplicativo.

Isso é ainda mais necessário no caso em que o golpe tende a ser mais direto, com pessoas que por trás de uma conta no WhatsApp passam a ameaçar usuários e falar sobre dados e informações que possam ter, como uma forma de convencimento para pagamentos.

Considerações finais 

Portanto, as tentativas de golpes por meio da internet, sobretudo dentro de redes sociais como o WhatsApp vem crescendo no país, quase unidas com os altos índices de utilização do aplicativo, que tem sido uma ferramenta de trabalho em totem de propaganda.

Por isso, é necessário que os usuários, de todas as idades, reconheçam as condições de golpes e saibam de que forma agir para evitar qualquer tipo de possibilidade.

Em casos mais graves, o ideal é contar com a ajuda de um profissional capacitado, que possa auxiliar na hora de combater os golpistas na internet.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Publicidade

Artigos recentes

Notícias Relacionadas

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui