Tecnolera

Financiar carro vale a pena?

O mês de março trouxe um respiro para o segmento automotivo. Segundo informações divulgadas pela Federação Nacional das Associações dos Revendedores de Veículos Automotores (Fenauto), houve um crescimento de 29,6% na venda de seminovos e usados, com um total de 1.086.602 veículos comercializados, contra 838.162 em fevereiro

Por conta do valor do investimento, é possível dizer que o financiamento é o principal meio dos brasileiros adquirirem um automóvel.

“Vemos uma demanda crescente de financiamentos de carros no mercado porque é um caminho mais realista de comprá-los. Essa alternativa permite que o consumidor já tenha o veículo em mãos por meio do pagamento de parcelas para o banco. Lembrando que quanto maior for a entrada, menor serão os juros ao longo desse período”, diz Daniel Abbud, fundador e CEO da Dryve.

1 – O financiamento é feito somente por intermédio de concessionárias Mito. Com o avanço da tecnologia, surgiram plataformas digitais que facilitam o processo de análise de crédito.

2 – O score não interfere na aprovação do crédito Mito. O score é uma pontuação elaborada pelo Serasa com base nos comportamentos financeiros dos consumidores

3 – É preciso de um “sinal” para iniciar o financiamento Mito. Em uma análise de crédito, não é necessário entregar um “sinal” antes do início do financiamento. Caso aconteça esse pedido, é golpe.

4 – É impossível vender um carro em financiamento Mito. Quando planejamos a aquisição de um automóvel, acreditamos que iremos conseguir arcar com todas as parcelas acordadas, mas, quando o plano não sai como o esperado, não é preciso se preocupar pois o carro em financiamento pode ser vendido.

Leia Mais Matérias