Mais

    Ex-tenista segue carreira na tecnologia e quer faturar R$ 18,9 mi

    Publicidade

    Antes de embarcar no universo da tecnologia, o sonho de infância de Murilo Gomes era ser um tenista profissional e, para tanto, dedicou-se inteiramente ao esporte. Começou a praticar a modalidade aos nove anos, e aos 12 já participava de grandes torneios como o da Federação Paulista de Tênis, e da Federação Brasileira, chegando inclusive, a viajar por diversas cidades do país. Aos 17 anos, pausou os estudos e mudou-se para a Argentina, com o intuito de dedicar-se exclusivamente aos treinos durante o período de um ano. Foi durante esse tempo fora, que Murilo reconsiderou sua carreira como tenista. Ao considerar a complexidade do esporte para o nível que desempenhava, decidiu retornar ao Brasil e iniciar uma graduação.

    Entusiasta das Ciências Exatas, começou a cursar Engenharia da Computação e a participar de alguns projetos na universidade. Chegou inclusive a fazer um curso da Microsoft, o que na época, o ajudou a conquistar seu primeiro emprego na área como desenvolvedor de sistemas, em uma empresa de Ribeirão Preto. De lá pra cá, prestou consultoria de TI, a expertise na área foi tanta que, aos 24 anos, criou a MAGIT, inicialmente um projeto para tocar sozinho. Com cada vez mais projetos em vista, em 2017 foi posto à prova: ou recusava as novas propostas ou desenvolvia uma equipe. A empresa ganhou notoriedade em Ribeirão Preto, quando em 2019, conquistou um grande projeto em um cliente na cidade, mas foi em 2020, durante a pandemia, que duplicou a quantidade de funcionários, aumentou em 150% o faturamento, encerrando o ano com R$ 8,5 milhões. Em 2021 já estava com 130 colaboradores, 23 clientes e um faturamento expressivo de R$ 13,5 milhões. A expectativa para este ano é crescer 40%, chegando a R$ 18,9 milhões.

    Publicidade

    Expertise em transformação digital

    Não importa o segmento, o dinamismo e a flexibilidade em que a MAGIT pode atuar está apoiada na inteligência de promover uma transformação digital por onde passa. A premissa é aplicar uma tecnologia que impulsiona processos internos e leva a melhores resultados dos clientes, sem necessariamente desenvolver as soluções nas dimensões propostas por eles. Todo o cenário é avaliado em conjunto e a partir disso é oferecida a melhor relação custo-benefício. Com experiência de 10 anos nesse mercado, especialmente em mapeamento e otimização de processos, é possível identificar soluções sob medida para cada cliente, ajudando-os a conquistar mercado e crescer de forma sustentável.

    Com um braço de outsourcing, ou seja, a terceirização de determinado setor do negócio, a MAGIT potencializou seus resultados, dando completa assistência aos clientes ao assumir toda operação de TI. Gerenciando a área que nem todo mundo entende, mas que é inerente hoje a todas as empresas, sejam grandes, médias ou pequenas, Murilo garantiu seu faturamento recorrente e entregou excelência de negócio por meio de um sistema que funciona perfeitamente e entregando uma leitura dos dados que facilite a tomada de decisão.

    Além do outsourcing, a MAGIT também atua como consultoria, implantação de processos e manutenção de sistemas aplicados. Da automação de processos ao business experience, passando pela inteligência de dados, a empresa desenvolve programas que otimizam o trabalho, como o preenchimento de tabelas, lançamento de notas fiscais e atendimento ao público por chatbot por meio de canais digitais, como WhatsApp, Messenger, Telegram e Instagram. Os resultados dessas implantações são ganhos operacionais, liberando o squad de profissionais para tarefas mais estratégicas dentro das empresas, e uma qualificação bem melhor do lead para o cliente.

    Publicidade

    Artigos recentes

    Notícias Relacionadas

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui