Como saber se utilizo o banco correto?

Publicidade

A educação financeira é premissa básica para lidar com as suas finanças pessoais. Ao adquirir conhecimento sobre o assunto, você pode ter uma noção se o seu patrimônio está no melhor banco para os seus objetivos. Pensando nisso, vamos dar algumas dicas para você comparar o seu banco com outros e perceber se está no banco correto. 

Temos muitos objetivos ao longo da vida e é importante entender o momento para fazer a portabilidade de previdência empresarial, portabilidade de crédito, sabendo qual é a hora certa de migrar para uma instituição financeira que valorize o seu capital e o seu histórico financeiro. E claro, que de fato te ajude a alcançar os seus objetivos financeiros. 

Confira abaixo as nossas dicas para descobrir se você está no banco correto:

Pense nos seus objetivos de médio e longo prazo 

Publicidade

A primeira dica para entender se o seu banco atende suas necessidades financeiras é pensar no médio e longo prazo. No presente, você pode ter necessidades simples que qualquer banco consiga atender, mas e no futuro? 

Por isso, é importante pensar a frente! Como você se imagina daqui a alguns anos? O que você espera conquistar? Colocar os seus objetivos no papel é fundamental para entender quais são os serviços financeiros que você precisará nesse período para alcançar suas metas. 

A partir disso, você pode entender se o seu banco atual pode atender suas necessidades futuras. Se você quer abrir o seu próprio negócio, por exemplo, você precisa estar em um banco que ofereça uma conta empresarial com benefícios e recursos essenciais para alavancar a sua empresa. 

Se você tem o objetivo de investir em previdência privada ou financiar um imóvel, busque saber quais são as condições oferecidas pelo seu banco e compare com outras instituições financeiras. Busque estudar as possibilidades que o seu banco atual te oferece para alcançar variados objetivos. 

Avalie a capacidade do atendimento 

Um dos principais fatores que justificam a nossa permanência em uma instituição financeira é a qualidade do seu atendimento. Uma boa capacidade de atendimento é essencial para garantir que você tenha acesso a todos os serviços financeiros do banco e conte com o suporte necessário para resolver qualquer problema ou sanar alguma dúvida. 

Então, avalie a capacidade de atendimento do seu banco atual. Responda algumas perguntas como: Consigo resolver meus problemas e tirar dúvidas com facilidade? O atendimento é rápido e ágil? Posso contratar serviços financeiros com rapidez? Essa é uma maneira de saber se o atendimento é satisfatório. 

Outra dica é comparar a qualidade de atendimento do seu banco com o de outras instituições financeiras. O Banco Central divulga um ranking mensal dos bancos com mais reclamações dos clientes. 

Ainda existem outros sites, onde é possível ver a classificação dos bancos e ler as avaliações dos clientes. Dessa forma, você avalia os pontos fortes e fracos do atendimento do seu banco. 

Compare os custos e a taxa de juros do seu banco com as demais opções de mercado

Esse é um ponto fundamental para entender se você está no banco correto. Então, compare os custos dos serviços do seu banco com outras instituições financeiras. Dessa maneira, você pode ter a certeza de que a troca de banco é uma opção vantajosa ou que a portabilidade de crédito de um financiamento ou empréstimo, por exemplo, é uma alternativa para as suas finanças.

Verifique qual é o pacote de tarifas do seu banco atual. Busque entender o valor do pacote de serviços essenciais e se há tarifas isentas de qualquer cobrança. O site Febraban Star, serviço da Febraban (Federação Brasileira de Bancos) apresenta uma comparação de pacotes de tarifas das principais instituições financeiras do mercado. 

O Banco Central também padronizou cinco pacotes de tarifas para facilitar a comparação dos custos entre os principais bancos do mercado. 

Outro fator importante é acompanhar a taxa de juros oferecidas em diferentes operações financeiras. Vale a pena comparar as taxas de juros para empréstimos, financiamentos, cheque especial e outros tipos de transações. 

E claro, também é importante dar uma pesquisada sobre os custos e taxas embutidas em investimentos. Pesquise as taxas de renda fixa ou variável, de fundos de investimentos e também a potencial rentabilidade que cada banco oferece. Isso é importante para ter uma carteira de investimentos diversificada e com taxas dentro da realidade do mercado. 

Não fique preso a um único banco! 

Por fim, a nossa última dica é evitar concentrar toda a sua vida financeira em um único banco! É importante frisar que nenhuma instituição é perfeita! É óbvio que concentrar a maior parte dos nossos serviços financeiros em um mesmo banco pode facilitar o nosso controle, mas nem sempre é a melhor opção para o nosso bolso. 

Com tantas opções no mercado, a chegada das fintechs e a modernização dos bancos tradicionais, é interessante que você tenha conta em diferentes instituições financeiras para aproveitar os principais serviços do mercado financeiro brasileiro. 

Essa é a melhor maneira de valorizar o seu orçamento e obter os melhores resultados para ter uma vida financeira equilibrada. 

Publicidade

Artigos recentes

Notícias Relacionadas

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui