Demanda por profissionais recém-formados e com mínimo de experiência cresce em meio à pandemia

0
Foto - Pixabay

Vagas para profissionais da saúde quadriplicam e exigem agilidade na contratação

Mesmo em tempos de recessão, o setor de saúde é um dos que continua movimentando grande parte das contratações, além de novos hospitais e clínicas inaugurados ou expandidos constantemente, esta é uma área em que os profissionais precisam ser substituídos com o máximo de agilidade para que o sistema de saúde continue funcionado sem prejuízo aos pacientes. Segundo Gabriela Mative, superintendente da Luandre, contratar esses profissionais, em um curto espaço de tempo, têm sido o maior desafio das organizações.

Por isso, neste momento de pandemia, existem ainda mais vagas que precisam ser preenchidas com urgência, não só pelo aumento da demanda, mas também pela necessidade de reposição de profissionais afastados por terem contraído a doença ou por estarem com suspeita.  “A cada centena de vagas que fechamos temos mais outra centena de vagas abertas e que precisam ser fechadas com urgência para o setor de saúde”, destaca Gabriela.

A necessidade por profissionais é tão grande que uma portaria do Ministério da Educação (MEC) flexibilizou as regras e permitiu a atuação daqueles que tenham a formatura antecipada nas ações de combate à Covid-19.

“Estamos vivendo uma situação excepcional, em que recém-formados estão atuando na linha de frente de hospitais para lidar com pessoas com suspeita de coronavírus ou infectados”, diz Andreia Marques, coordenadora de seleção da Luadre. Para ela, a experiência adquirida neste cenário, contribuirá para que o futuro profissional consiga trilhar sua carreira e vivencie diferentes experiências e atuações, ganhando agilidade e confiança em diversas técnicas.

Segundo o Coren-SP (Conselho Regional de Enfermagem) boa parte desta força de trabalho é formada por profissionais de enfermagem, que compõem cerca de 70% da totalidade de profissionais de saúde no país.  Na Luandre, atualmente, há mais de 3 mil vagas para enfermeiros e técnicos e enfermagem:

As exigências para muitos cargos de Técnico de Enfermagem e Enfermeiro, foram simplificadas com o decorrer da intensificação da pandemia, e passaram a ser: ter formação completa, registro da categoria ativo e vivência/experiência de no mínimo seis meses na área. Os interessados devem enviar um e-mail para [email protected]  e colocar a cidade/UF em que moram no assunto do e-mail.

Para estes novos profissionais que estão iniciando sua trajetória num momento de crise sem precedentes, Andreia Marques, aconselha que se mantenham comprometidos, mas busquem controlar as emoções focando sempre no comportamento ético e profissional, além de procurar sanar dúvidas com o superior direto ou colegas de equipe com mais experiência: “é natural ter algumas dúvidas, principalmente quando os protocolos estão sendo atualizados quase que diariamente, por isso, é sempre válido sanar as dúvidas e confirmar se o procedimento a ser realizado é o que a empresa recomenda para cada caso” afirma Andreia.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui