Empresas devem investir em tecnologia no período de retomada financeira

Publicidade

Por Jonathan Melo, diretor de marketing da Zoho Brasil

O ano de 2020 foi complicado para as empresas devido à crise financeira causada pela Covid-19. Agora, com a chegada das vacinas e a perspectiva de normalização, as empresas precisam se adaptar aos novos negócios, a fim de saírem fortalecidas. O novo normal, no entanto, será bem diferente do que era pré-Covid, já que as formas de consumo sofreram mudanças e as pessoas estão cada vez mais exigentes aos produtos e empresas que consomem.

A crise financeira de 2008, por exemplo, impactou o consumo do mundo inteiro, levando o PIB da indústria brasileira a encolher 7,4%, segundo afirmam alguns estudos, e as empresas precisaram de rápida adaptação para retomar os negócios. O mesmo acontece agora. Depois de um 2020 exaustivo, a maioria se sente aliviada pelas coisas estarem de volta aos trilhos, mas em uma sociedade que já apresenta desafios para as empresas como é no Brasil, é preciso elaborar estratégias para conseguir balancear os gastos e navegar pela retomada de forma segura.

Publicidade

Tecnologia é principal aliada na recuperação financeira 

No Brasil, as PMEs correspondem a 52% dos empregos com carteira assinada no setor privado, apontam dados do Sebrae, tendo participação fundamental na movimentação econômica local. Sabemos que durante uma crise não é fácil manter controle dos gastos necessários para a reestruturação e acompanhar todos os setores da empresa, muitas vezes é um desafio, principalmente com o trabalho remoto.

Ser uma empresa integrada digitalmente e planejar uma estruturação com o apoio de softwares e da tecnologia, a fim de melhorar a produtividade, segurança das informações e elaboração de novos formatos operacionais no ambiente de trabalho, ajuda as empresas a estar em vantagem neste período de recuperação, acelerando sua transformação e respondendo rápido às novas demandas do mercado.

Para isso, as empresas precisam de softwares que permitam integração entre equipes para que toda a informação fique em um único lugar, sendo assim possível acompanhar e monitorar todas as despesas e os retornos financeiros da empresa, estabelecendo quais as novas necessidades.

Com tantas opções no mercado, investir em uma plataforma completa é o pilar principal para que as empresas possam integrar os processos digitalizados com um possível retorno ao escritório. Para isso, o principal é buscar no mercado as plataformas que inovem e acrescentem novas funcionalidades que serão de grande auxílio para esse novo normal. Aplicativos como o Zoho Expense que permite monitorar todas as despesas empresariais entre os setores da companhia e estipular limites e orçamentos.

Aplicativos como esse oferecem a possibilidade de gestão de gastos de viagens, por exemplo, que devem aumentar após um ano de paralisação das viagens corporativas, e oferece ainda a automação de relatórios de despesas, feita sob medida para agilizar processos de aprovações e de reembolsos.

Integração tecnológica continuará como foco das empresas

Com o trabalho remoto as empresas precisaram de uma rápida adaptação e digitalização dos negócios, a fim de manter a integração entre seus colaboradores, um grande desafio com a flexibilização na rotina de trabalho, sendo necessário investir em plataformas que se conectem aos que retornarão ao escritório e aos que continuarão trabalhando remotamente.

De acordo com uma pesquisa encomendada pela Zoho à Toluna em 2020, feita com 450 empresários e tomadores de decisão, 31% dos entrevistados tiveram dificuldade em escolher as melhores plataformas/aplicações para ajudarem seus funcionários no trabalho remoto. Além disso, 25% consideraram que uma das maiores dificuldades enfrentadas pela empresa foi conseguir acompanhar o que os funcionários estavam fazendo para continuar com a entrega enquanto trabalham remotamente.

Agora, um ano após o estabelecimento do trabalho remoto e pensando na recuperação, cabe às empresas uma avaliação dos serviços que foram ofertados e onde eles se encaixam nesse novo normal. A tecnologia permitiu que as companhias continuassem suas atividades remotamente e agora ela deve assumir o papel de protagonista na retomada econômica.

Publicidade

Artigos recentes

Notícias Relacionadas

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui