Especializada em marketing digital, nanofranquia oferece soluções em publicidade

O modelo de trabalho no Brasil vem mudando. A necessidade de trabalhar em casa se tornou a realidade de grande parcela da população mundial após o início da pandemia do novo coronavírus.

Estudo recente divulgado pelo diretor executivo da Infobase, André Miceli, mostra que o número de empresas que pretendem adotar o home office após essa pandemia deverá crescer em 30%. Esse momento vivenciado por micro e grandes empresas veio para provar que o uso da tecnologia é uma grande ferramenta para deixar o negócio em evidência e mais próximo com o seu consumidor.

E é pensando em oferecer serviços digitais de alta demanda que surgiu no mercado há dois anos a franquia Distrito Digital, uma agência digital especializada em marketing digital local e vendas on-line como anúncios on-line, criação de sites padrão, landing page, loja virtual, anúncios no Google e nas redes sociais direcionado para micro e pequenas empresas. Além de solução especializada em publicidade local através de um guia comercial – on-line, aplicativo e modelos pré-prontos.

Especialista no assunto

O negócio é comandado pelo empresário César Marcondes, de 36 anos, que após ter projetos cancelados por pequenos negócios devido à falta de capital para criar um site personalizado, criou a marca Distrito Digital como uma solução de baixo custo.

“Pensei em um lugar onde toda empresa pudesse estar, pagando ou não. Assim como algumas cidades possuem o Distrito Industrial, criei a marca Distrito Digital para criar um local na internet que reúna as melhores empresas da cidade, como um guia digital”, explica o empresário.

Em 2019 a marca entrou para o mercado de franquias e atualmente possui quatro unidades nos estados de Goiás, São Paulo, Maranhão e Paraná. Desde então, Marcondes transmite todo seu know-how adquirido em 18 anos de experiência, sendo oito como empresário na agência de marketing digital Otimize e dez anos como funcionário na área de TI e Projetos em empresas como Bosch e IBM.

Modelo de negócio

Ideal para quem busca um negócio próspero, com baixo investimento e flexibilidade do horário, a rede Distrito Digital conta com três modelos de negócios:

  • Home office: O franqueado pode iniciar a operação trabalhando de casa ou em algum espaço compartilhado (coworking). Apesar de ser um modelo fácil de instalar, é necessário disciplina e comprometimento com o negócio para ter bons resultados na unidade.
  • Loja física: É necessário um espaço físico para atendimento aos clientes. Ideal em pontos com grande fluxo de empresários ou comerciantes. Nesse modelo, é necessário investimento em mobiliário e reformas de acordo com o projeto arquitetônico.
  • Store in Store: Indicado para o franqueado que já possui um negócio com serviços para empresas, como gráficas, consultoria, contabilidade, entre outros. Poderá montar um ponto dentro da empresa usando uma vitrine, balcão ou mesa devidamente identificado seguindo a determinação da franqueadora.

Marcondes explica que o valor do investimento irá variar conforme o número de habitantes na região que o franqueado pretende atuar.

Para regiões menores – até 90 mil habitantes – o valor do investimento inicial é de R$13.500 (incluso taxa de franquia + capital de giro + taxa de equipamento), válido por até três anos. O faturamento varia entre R$9 mil a R$20 mil, tendo prazo de retorno entre 3 a 10 meses.

Para cidades ou região até 250 mil habitantes, o investimento passa a ser de R$18.500 (incluso taxa de franquia + capital de giro + taxa de instalação), válido por até três anos, sem nova taxa de renovação e com exclusividade de atuação na área. A estimativa de faturamento médio mensal é de R$10 mil a R$30 mil, e lucro líquido de R$4 mil a R$8 mil, com prazo de retorno estimado entre 3 a 10 meses.

Entre as vantagens oferecidas pela rede está em atuar de uma maneira profissional e segura no mercado.  Além de treinamento presencial e on-line (durante a pandemia), acesso a Universidade Corporativa Digital; Kit Inicial do Franqueado (material publicitário on-line para redes sociais, e acesso aos arquivos de padronização da empresa).

Suporte ao franqueado

O empreendedor será um especialista em marketing digital e vendas para empresários locais ou on-line, exercendo atividades como Gestão do Negócio; Controles administrativos e operacionais; Prospecção de anunciantes locais e atendimento aos leads (potenciais clientes) indicados pela franqueadora através da Central de Negócios; Vendas e prestação de serviços digitais (site padrão, anúncios, etc), e no pós-vendas.

Para isso, a franqueadora transmitirá todo know-how necessário para que o franqueado se sobressaia no negócio. Entre o suporte oferecido pela Distrito Digital está o treinamento presencial ou on-line; Suporte contínuo técnico, comercial e administrativo; Departamento de Marketing (criação de material, vídeos, etc); Criação dos anúncios comercializados; Modelos pré-prontos para anúncios, textos e posts pela franqueadora; Acesso aos cursos e vídeo-aula na Universidade Corporativa Digital; Sistema financeiro para pagamento on-line (boleto).

“Trata-se de um negócio inovador, com alta demanda e de fácil operação. Nossa franquia de agência digital é uma ótima oportunidade de negócio para quem busca ter o seu próprio negócio, principalmente se tratando de um segmento no mercado muito aquecido durante a pandemia”, diz Marcondes.

Oportunidade para quem dispõe de pouco capital

A franquia Distrito Digital lançou neste segundo semestre o modelo EMD (Especialista em Marketing Digital) para o Guia Comercial e Google Ads, com possibilidade de comissão de 50% nas vendas.

Nesse modelo é necessário investimento de R$1.500 (taxa de franquia anual).  O nanofranqueado poderá vender os serviços para todo o Brasil, sem exclusividade na cidade.

Marcondes explica que a diferença está em atuar com dois serviços. Nesse modelo não há o kit inicial do franqueado e o valor do royalties é menor.

“O negócio exige disponibilidade de tempo para aprender e trabalhar com venda de mídia digital e há possibilidade migrar para franquia”, afirma o executivo.

Expansão

Com quatro unidades em atividade, a franquia Distrito Digital busca expandir seus negócios por todo o Brasil, sendo nesse primeiro momento o foco pelas regiões Sudeste, Centro-Oeste e Nordeste.

A franquia planeja encerrar o ano de 2020 com 36 unidades e faturamento de R$ 2,1 milhões.

Estamos muitos confiantes para esse crescimento da rede. Hoje a migração das empresas para internet é muito alta. Quem não está no ambiente digital não é visto e nem lembrado, daí que entramos com os nossos serviços”, conclui o diretor executivo da Distrito Digital.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui