Mais

    Seminovos automáticos: o que é preciso saber antes de fechar o negócio

    Publicidade

    Brasil, década de 1930, mais precisamente no ano de 1932, dois apaixonados por automóveis, o Engenheiro Mecânico José Braz Araripe, juntamente com seu amigo Fernando Lemos foram os grandes responsáveis pela criação do que viria a ser um dos principais itens de luxo e conforto nos carros americanos nas décadas seguintes e hoje equipa grande parte da frota circulante mundial: o câmbio automático.

    Com a invenção debaixo do braço, José Braz Araripe, que coincidentemente era tio-avô do escritor brasileiro mundialmente famoso, Paulo Coelho, viajou a Detroit, nos Estados Unidos, onde apresentou a invenção à General Motors, que ofereceu pelo sistema duas opções: US$ 10 mil naquele momento, ou US$ 1 por cada unidade vendida com a nova tecnologia. Sem acreditar que o invento seu e de seu amigo se tornaria sucesso anos mais tarde, o Engenheiro Mecânico ficou com a primeira opção e voltou para o Brasil com os US$ 10 mil.

    Publicidade

    Os anos foram se passando e os carros de luxo das grandes marcas norte-americanas vinham cada vez mais equipados com o câmbio automático, o que era considerado item de luxo no mercado automotivo. No Brasil, o sistema chegou anos mais tarde e sempre teve a fama de que dava muita manutenção e que era responsável pelo aumento no consumo de combustível, por isso levou um bom tempo para cair nas graças dos brasileiros.

    Muitos anos depois, já nos dias de hoje, o câmbio automático, que passou por uma incrível evolução tecnológica, finalmente ganhou mercado por aqui. Para se ter uma ideia da ‘popularização’ dos veículos automáticos no Brasil, no ano de 2021, mais de 55% dos carros emplacados já contavam com o sistema, o que já não é mais item disponível apenas em automóveis de luxo, mas está presente na grande maioria dos modelos disponíveis nas concessionárias.

    realização do diagnóstico da situação do câmbio automático. Muito embora existam  muitos tutoriais hoje disponíveis em sites e fóruns de discussão, alguns desses testes, quando mal executados, podem levar ao stress do sistema mecânico, ocasionando uma falha oculta, ou mesmo danificando o câmbio.

    O setor de Engenharia de Serviços da Companhia DPaschoal alerta sobre a necessidade de se observar esses pontos destacados, antes de fechar o negócio. “Hoje os carros equipados com câmbio automático ocupam grande parte do mercado, por isso muitas pessoas estão adquirindo seminovos com o sistema. Mas é preciso alguns cuidados antes de comprar um automático, ainda mais para quem nunca teve um. Sem dúvida, o mercado de automáticos tende a crescer a cada dia, então é preciso observar e testar antes de comprar”, indicou Evandro Erick Leal, representante do time de Engenharia da Companhia DPaschoal.

    Publicidade

    As lojas DPaschoal, com 123 lojas instaladas em oito estados do Território Nacional, onde além de oferecer uma linha completa de pneus, também oferece como diferencial a revisão de segurança gratuita a seus clientes, o que certamente vai ajudar a diagnosticar possíveis problemas nos veículos automáticos.

    Publicidade

    Artigos recentes

    Notícias Relacionadas

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui