quinta-feira , 29 fevereiro 2024
Ínicio Empresas e Grandes Negócios 10 Dicas para aumentar o valor da sua empresa antes da venda
Empresas e Grandes Negócios

10 Dicas para aumentar o valor da sua empresa antes da venda

Planejamento estratégico, com metodologias M&A (fusões e aquisições), é o que recomenda o consultor Leonardo Grisotto, da Zaxo. Ele cita pelo menos dez passos; confira

76

Quando, por qualquer que seja a razão, um empresário decide vender sua empresa, uma preocupação surge: como estabelecer um valor justo, isto é, competitivo no mercado, mas que pague todo o investimento e sacrifícios empregados naquele negócio? Mais ainda: como não perder dinheiro na negociação? Ou, ainda: como aumentar o valor da empresa?

O caminho para sanar essa inquietação passa por elaborar um planejamento em que se apliquem metodologias de M&A (Mergers and Acquisitions, ou Fusões e Aquisições).

O cofundador e sócio-diretor da Zaxo M&A Partners, Leonardo Grisotto, explica: “O Enterprise Value é o valor de mercado da empresa como um todo, enquanto o Equity Value representa o valor das ações da empresa”.

Pix, cartão e NFC: como evitar golpes financeiros no Carnaval 2024

Certo, mas… como elevar o valor da empresa? O especialista dá as dez principais orientações e adianta: “É possível, porém envolve uma série de medidas estratégicas para melhorar a performance da organização”. De antemão, também avisa: é necessário paciência. O processo entre decidir fazer a venda, aumentar o valor da empresa e de fato negociá-la leva em média de um a dois anos.

1 – DEFINIR METAS E OBJETIVOS

A primeira recomendação do consultor é definir metas claras e objetivos estratégicos para a empresa, visando à sua posterior venda. As metas, sublinha Grisotto, devem ser “realistas e mensuráveis, e devem estar alinhadas com a visão de longo prazo da empresa”.

Ao definir tais metas e objetivos, a equipe da empresa como um todo consegue focar-se, em especial em áreas mais críticas. Com isso, capacita-se também para tomar decisões estratégicas mais assertivas.

2 – MELHORAR A PERFORMANCE OPERACIONAL

Melhorar a performance operacional é a segunda orientação do executivo da Zaxo. Isso significa tomar medidas para reduzir custos, aumentar a eficiência da produção, melhorar a qualidade dos produtos ou serviços, e otimizar o uso de recursos. Processos eficientes nesse sentido melhoram a satisfação do cliente e, por consequência, valorizam a marca da empresa. Uma dica aqui é lançar mão do uso de tecnologia para otimização.

3 – GERAÇÃO DE CAIXA SAUDÁVEL

Cuidar bem do ciclo de conversão do caixa, é primordial, e muitas empresas às vezes não se atentam para isso, pontua Grisotto. “Não basta que a empresa fature e gere lucro, é preciso gerar caixa”.

A geração de caixa saudável inclui apurar com precisão prazo médio de recebimento,  prazo médio de pagamento e estoque (quando se aplica). “A capacidade de gerar caixa é um super fator que ajuda na valorização da empresa”, sublinha.

4 – INVISTA EM INOVAÇÃO

Preparar para a venda inclui investir em inovação. É o que recomenda Grisotto. “A inovação é uma das chaves para aumentar o valor da empresa”. Uma dica aqui é lançar mão do uso de tecnologia para otimização.

E como fazê-lo? Incorporando tecnologias avançadas e até mesmo desenvolvendo novos produtos ou serviços. “Investir em inovação e transformação digital”, argumenta o especialista, “pode ajudar a empresa a se diferenciar da concorrência, conquistar novos mercados e aumentar sua rentabilidade”.

5 – POSICIONAMENTO NO MERCADO

Outra preocupação está em se situar em mercado representativo. O especialista observa que pouco adianta ser “o maior em determinado mercado” se for um mercado pequeno, de poucos competidores. “Então, é importante um plano para se atacar um mercado maior, com uma atuação mais ampla. Aí sim, a empresa pode ser negociada a valores mais altos”.

Dessa forma, imprescindível expandir os mercados atendidos pela empresa, frisa o gestor da Zaxo. Para tanto, deve-se diversificar produtos e serviços, ou mesmo se inserir em novos mercados geográficos ou ir em busca de segmentos de clientes ainda não atendidos.

O especialista assinala que a expansão dos mercados atendidos pode aumentar as receitas da empresa, e reduzir sua dependência de um mercado ou cliente específico.

6 – CAPACITE A EQUIPE

Desenvolver uma equipe de alta performance é outra ação fundamental. “Esse quesito pode ser um grande diferencial do negócio, aumentando o valor da empresa”, ponta Grisotto.

Para tanto, a empresa deve investir no desenvolvimento dos colaboradores, oferecer programas de treinamento e desenvolvimento, e incentivar a cultura de inovação e excelência. “Tais medidas ajudam a atrair e reter talentos qualificados, além de aumentar a eficiência e a produtividade da empresa”.

7 – PREPARE UM PLANO DE SUCESSÃO

Tendo em vista que a empresa vai mudar de mãos, um plano de sucessão também é indispensável, “para garantir a continuidade da empresa e proteger seu valor no longo prazo”, ressalta o consultor da Zaxo.

Novidades do Open Finance e Pix prometem impactar positivamente o setor financeiro em 2024

O plano de sucessão deve incluir a identificação dos principais líderes e gestores da empresa. O especialista acrescenta: “É necessário o desenvolvimento de programas de treinamento e desenvolvimento para preparar os sucessores, a definição de papéis e responsabilidades claros para cada líder e gestor, e a criação de um processo transparente para a transição de liderança”.

Segundo Grisotto, um plano de sucessão bem estruturado eleva a confiança dos investidores, dos colaboradores e dos clientes na empresa. “Tudo isso resulta em uma valorização no mercado”.

8 – APOSTE EM GOVERNANÇA

A governança corporativa envolve a implementação de regras, políticas e procedimentos para garantir a transparência, a ética e a responsabilidade na gestão da empresa. Boas práticas nesse sentido são recomendadas pelo executivo da Zaxo. Uma boa governança corporativa é decisiva para aumentar o valor da empresa, “além de proteger seu valor e sua reputação”.

9 – ATENÇÃO AO CAPITAL

A estrutura de capital de uma empresa é fator determinante para seu valor, afinal é o que viabiliza a saúde financeira. Grisotto orienta executar uma combinação adequada de dívida e capital próprio, “visando maximizar o retorno sobre o investimento e minimizar o risco”.

O especialista avisa: “É importante que a empresa mantenha um equilíbrio saudável entre o endividamento e o patrimônio líquido, evitando excesso de dívida ou diluição excessiva dos acionistas”.

10 – CONTE COM UMA BOA CONSULTORIA

Por fim, Grisotto observa o aumento do valor da empresa não se dá de forma abrupta. “É um processo contínuo”, afirma, lembrando da importância de que as medidas adotadas sejam acompanhadas, e definidas levando-se em contas especificidades de cada negócio. Por isso, o trabalho de uma consultoria se faz indispensável.

Deixe um comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Conteúdo Relacionado

Melhores práticas de investigações corporativas

As investigações corporativas desempenham um papel crucial na manutenção da transparência, integridade...

Empresa alerta sobre cuidados para o consumidor não ser enganado com suplementos nutricionais falsificados

Considerada a marca de suplementos nutricionais mais prescrita pelos profissionais da saúde...

No canteiro de obras: como uma empresa de software planeja crescer 25% neste mercado em 2024

O Mobuss Construção, solução tecnológica para a construção civil desenvolvida pela Teclógica,...