2020 traz novas perspectivas de tecnologias criptográficas e de identificação digital

0

A mudança digital é realidade e os avanços já fazem parte do cotidiano. Leia as análises do ITI e acompanhe as discussões.

As rotinas de um mundo digitalizado exigem dos usuários uma mudança de comportamento em relação ao ambiente digital. São novos modos de se identificar e diferentes meios de acessar serviços e de prestar contas, a maioria deles, com a comodidade de um toque diretamente na tela de smartphones, tablets e até relógios inteligentes, os smartwatches.

Esses equipamentos reúnem inúmeras informações sobre o usuário, sobre seus acessos e interesses; facilitam as atividades diárias e até direcionam os esforços, conforme programado por nós. Mas neste novo cenário de interação do homem com a máquina, como garantir a segurança das informações pessoais? Certamente não seria pelo arquivamento de documentos essenciais em cofres dentro de residências ou em escritórios.

Assim, muitos discutem sobre como se precaver para que seus dados não fiquem expostos nem caiam em mãos erradas. A preocupação é válida e, por isso, em agosto deste ano, entrará em vigor a Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais – LGPD. O normativo traz desafios e oportunidades para a governança de dados e deve ter como aliadas tecnologias criptográficas para garantir autenticações seguras tanto em âmbito governamental quanto privado.

A mudança digital é realidade e os avanços independem de escolhas individuais, é fator de crescimento e desenvolvimento da nação. Com a entrada em 2020, muitas são as tendências para a segurança a partir da criptografia e para a identidade digital. Leia as análises de perspectiva do Instituto Nacional de Tecnologia da Informação – ITI e acompanhe as discussões: https://bit.ly/3au1Na0.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui