A pandemia acelerou o avanço da tecnologia na área da saúde

Publicidade

A corrida da ciência e tecnologia para combater a covid-19 impulsionou um desenvolvimento considerável no setor da saúde. E os avanços que obtivemos em conhecimentos, equipamentos, produtos, tecnologia e informação permanecerão após a pandemia e nos permitirá a criação de ainda mais inovação.

O estudo da International Data Corporation (IDC- 11-2020) informou que o investimento em tecnologias no setor de saúde na América Latina deve atingir US$ 1.931 milhões até 2022, ou seja, 10 bilhões de reais.

Startups na área da saúde, conhecidas como healthtechs têm sido destaques nessas inovações. De acordo com o Distrito Healthtech Tech Report 2020, entre 2018 e 2020, o número de startups especializadas em saúde aumentou 118% no país, sendo que 50% têm menos de cinco anos. No total são 542 healthtechs ativas.

Conheça os avanços:

Publicidade

1- Telemedicina

Em abril de 2020 a Lei 13.989 que regulariza a telemedicina foi sancionada. Buscando  barrar a disseminação do vírus, a legislação supriu a necessidade de médicos e pacientes em realizarem consultas sem precisar de contato físico. Até então, a realização de atendimentos como teleconsulta era proibida. Uma complementação aprovada em novembro do mesmo ano permitiu que após o fim da emergência sanitária essas práticas sejam regulamentadas pelo Conselho Federal de Medicina (CFM).

2 – Aplicativos de saúde

No período de pandemia, o governo disponibilizou um aplicativo chamado “Coronavírus SUS” que notifica o usuário quando ele tem contato com alguém que teve o vírus, e dá informações sobre o que é COVID-19, sintomas, prevenção e transmissão. Além dos problemas de saúde ligados ao vírus, o isolamento intensificou problemas com a saúde mental. Segundo a OMS, entre esses transtornos, a ansiedade é a mais recorrente no Brasil. Entre 18,6 milhões de brasileiros com doenças dessa natureza, 86,5% sofrem de ansiedade. Como as pessoas foram orientadas a não sair de casa, socializar, ir à terapia, fazer exercícios, os aplicativos têm sido um facilitador na busca de uma melhora na saúde mental. É possível encontrar aplicativos de yoga, meditação, exercícios guiados e entretenimento que ajudam a reduzir estresse e ansiedade.

3 – Testes de Saliva

Dentre os testes de covid-19 foi desenvolvido o meuDNA Covid, um teste molecular mais avançado para Covid-19 que é o RT-Lamp. Ele identifica o RNA do vírus nas células da pessoa infectada desde a fase inicial com apenas uma coleta de saliva. E para evitar o contato com outras pessoas o teste pode ser comprado pela internet e enviado para o laboratório, sem necessidade de sair de casa. Além do teste de covid, durante a pandemia a healtech desenvolveu testes de mapeamento genético capazes de identificar a predisposição a doenças genéticas, como cânceres e colesterol, capaz de responder sobre as origens até 8 gerações atrás de uma pessoa, e um teste de triagem neonatal capaz de identificar doenças, graves e silenciosas na infância. Tudo apenas com uma coleta de saliva.

4 – Inteligência Artificial e Big Data

A área da saúde tem usado os diversos dados dos pacientes para um atendimento mais qualificado e preciso. Isso porque, através dos dados vindos de registros médicos eletrônicos, smartphones que monitoram as atividades dos pacientes, alertas em tempo real, armazenamento eletrônicos de resultados de exames e dados do paciente, dados genéticos que impulsionam a medicina personalizada, e prontuários eletrônicos do paciente, é possível,  por meio de “Machine Learning”, cruzar os dados e trazer insights importantes que auxiliam os profissionais em seus diagnósticos com maior precisão e dinamismo.

Publicidade

Artigos recentes

Notícias Relacionadas

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui