Bolsa de valores: entenda a diferença entre day trade e buy and hold

Publicidade

Existem diferentes formas de gerar resultados investindo na Bolsa de Valores. Em termos gerais, é possível considerar duas estratégias, o investimento e a especulação.

No primeiro caso, o investidor aplica seu dinheiro em companhias que tendem a evoluir com o tempo para que, com isso, seu capital investido seja potencializado. Já no segundo, o raciocínio é diferente, pois o objetivo se concentra no curto prazo. Isso quer dizer que cabe ao investidor identificar possíveis oscilações em um período curto de tempo para, em função delas, fazer suas movimentações financeiras.

Profissionais especializados nesse tipo de trabalho consideram o day trade para investimentos de curto prazo e o buy and hold para o longo prazo.

Publicidade

O day trade e o buy and hold 

As práticas do mercado mudam de acordo com fatores como o perfil e os objetivos de cada investidor. Assim, é possível tanto investir pensando em um retorno mais imediato quanto aplicar para lucrar, usando o tempo a seu favor. De qualquer forma, deve-se considerar as estratégias que permitem alcançar esses resultados.

Pensando no longo prazo, a prática do buy and hold, ou em tradução livre, comprar e segurar, permite que o holder faça da sua capacidade de organização financeira e de sua compreensão a respeito das empresas um diferencial para resultados no longo prazo.

Por sua vez, o day trade é mais focado na capacidade que o investidor tem de especular dentro das plataformas para traders. Assim, aquele que consegue identificar oscilações em curto prazo, pode propor negociações, mesmo dentro de um intervalo de 24 horas e ainda assim sair no lucro.

Embora sejam as mais conhecidas, day trade e buy and hold não são as únicas possibilidades dentro de estratégias de curto e longo prazo, sendo comuns também alternativas como scalping, swing trade, entre outras.

Estratégias para day trade e buy and hold 

As duas possibilidades podem ser colocadas em prática ao mesmo tempo, desde que o investidor tenha interesse em aplicar pensando no curto e no longo prazo. Ainda assim, para ter resultados, ele deve se concentrar nos tipos de recursos que costumam funcionar para cada uma delas, uma vez que são operações que funcionam de formas diferentes.

Por exigir uma maior capacidade de compreensão do investidor em relação ao que determinada empresa pode impactar na sociedade, o buy and hold é uma abordagem que tende a ser melhor aplicada por quem domina conceitos referentes à análise fundamentalista de ações. Nesse caso, essa análise é um tipo de avaliação de ativos empresariais que se concentra nos sinais de que a empresa tem boa administração e pode crescer no futuro.

Já o day trade costuma ser a estratégia praticada por investidores que dominam a chamada análise técnica de ações, ou gráfica, que é a interpretação mais detalhada da cotação dos ativos das empresas ao longo do tempo. Nesse caso, um investidor que consegue extrair dos gráficos uma compreensão do que tende a ser um resultado futuro de determinada empresa, pode apostar alto na confirmação de sua suspeita para fazer disso o seu sucesso no mercado de ações.

Para quem cada uma dessas estratégias é mais indicada 

Entendendo como funciona o buy and hold e o day trade, fica mais fácil compreender quem é o tipo certo de investidor que deve se dedicar a essas estratégias. Em geral, o investidor de perfil mais arrojado tende a ver nas práticas de day trade um caminho mais rápido, enquanto o de perfil mais conservador ou moderado costuma encontrar no buy and hold o melhor caminho para fazer seu patrimônio crescer com segurança.

Publicidade

Artigos recentes

Notícias Relacionadas

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui