Mais

    Especialista dá dicas para não cair no golpe da vaga de emprego

    Publicidade

    Um novo golpe tem chamado a atenção dos brasileiros: o da abordagem para falsas vagas de emprego. Nele, os golpistas abordam os candidatos enviando SMS, mensagens via WhatsApp e e-mails, se passando por empresas e consultorias de RH, utilizando até mesmo imagens e logos das marcas a fim de se camuflarem nas abordagens aos profissionais.

    As investidas vão desde anúncios de falsas vagas ou vagas anunciadas há muito tempo, até aprovações e convocações para processos seletivos dos quais o candidato nunca se candidatou ou que nunca existiram.

    Publicidade

    Apesar de utilizarem meios diferentes, a forma de abordagem é a mesma:

    Os golpistas se passam por recrutadores de empresas ou consultorias de RH e abordam as vítimas dizendo que foram selecionadas para uma vaga de emprego, condicionando sua participação ao envio de dados pessoais por meio de um link. Neste formulário, solicitam envio de documentos e até mesmo de foto do documento ao lado do rosto, tudo isso com a promessa de contratação no final.

    “Com o alto número de desempregados, essas pessoas se aproveitam de um momento de vulnerabilidade e desespero do candidato para manipulá-lo e roubar seus dados pessoais” Afirma Gabriela Mative, diretora de RH da Luandre, uma das maiores consultorias de RH do país.

    Quem está em busca de emprego precisa redobrar a atenção e checar a veracidade das vagas e da empresa que anuncia, uma vez que os golpistas chegam a criar perfis falsos em redes sociais para captar esses dados, como fizeram com a página da Luandre, por exemplo: https://www.instagram.com/luandreconsultoria/.

    Publicidade

    Para chegar nos profissionais, os golpistas costumam diversificar os meios, utilizando desde redes sociais até SMS.

    “Na modalidade por SMS, o golpista envia uma falsa proposta de contratação ou convite para trabalho e também informa um link para atendimento em que o candidato deve fornecer informações pessoais ou instalar um aplicativo em seu celular que poderá deixar seus dados vulneráveis”, afirma Gabriela Mative.

    “Já a abordagem por mensagem de WhatsApp acontece por uma suposta liderança da empresa mencionada (diretor, gerente ou superior) em que afirma que estão com um alto volume de vagas abertas e uma faixa salarial muito extensa, de 3 a 6 mil reais, por exemplo” diz Gabriela.

    Para não cair em golpes, é importante que o candidato se atente e desconfie de alguns sinais listados abaixo.

    1- Não pague para participar de processo seletivo

     O candidato deve desconfiar imediatamente de empresas que condicionam sua participação mediante qualquer tipo de pagamento ou obrigação de realizar algum curso pago, por exemplo.

    “A empresa irá aprovar os candidatos que se inscreveram para a vaga e têm o perfil esperado, por isso não faz sentido que ela selecione o candidato e o chantageie com cobrança ou obrigação de realizar algum curso com promessa de aprovação” afirma Gabriela.

     2- Sempre desconfie de links e e-mails sem o nome da empresa após o @  Para checar a veracidade da vaga o candidato deve sempre exigir uma comunicação oficial por e-mail e analisar se o e-mail recebido tem o nome da empresa após o @, provando ser uma comunicação oficial.

    “O mesmo pode acontecer em abordagens por WhatsApp ou SMS de empresas para as quais não tenha se candidatado. Por isso, caso seja abordado e desconfie, peça o contato oficial do recrutador e confira antes de acessar qualquer link ou enviar dados”, destaca Gabriela.

    3- De olho nas informações das vagas

      “Sempre desconfie quando a abordagem não oferecer muitos detalhes sobre a vaga ou se o oferta for realmente muito boa para ser verdade, como um salário muito acima da média, um período de trabalho reduzido, por exemplo.”, afirma Gabriela.

     4-  Não inclua seus dados pessoais em qualquer link ou site

     Antes de preencher algum formulário ou enviar seus dados, tenha a certeza de que se trata de um canal oficial da empresa.. Os golpistas direcionam os candidatos para sites e links aleatórios, que não contém o nome da empresa, o que deve ser um alerta para o candidato.

    5-  Busque sempre o canal oficial da empresa

    O candidato deve sempre confirmar nos canais oficiais da empresa se aquelas vagas estão realmente disponíveis.

    “O ideal é que o candidato confirme quais são os canais oficiais da empresa ou consultoria de RH e tente sempre se cadastrar para as vagas por meio de portais e sites confiáveis”, comenta Gabriela.

    Na Luandre, a forma mais segura de se cadastrar para as oportunidades é pelo Portal do Candidato https://candidato.luandre.com.br/ .

    Publicidade

    Artigos recentes

    Notícias Relacionadas

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui