Especialista faz lives diárias para ajudar empreendedores a sobreviverem durante crise

0

Conteúdo gratuito é postado nas redes sociais de Pedro Superti, principal referência de marketing de diferenciação do Brasil

Com as recomendações de saúde e o isolamento social sendo incentivados cada vez mais por conta do novo coronavírus, diversas empresas brasileiras correm o risco de não conseguir sobreviver durante a quarentena, especialmente os pequenos negócios e segmentos que dependem diretamente do contato do público em sua atuação.

Foi pensando em minimizar esses riscos que Pedro Superti, referência nacional de diferenciação, começou a compartilhar diariamente em suas redes sociais conteúdos gratuitos para ajudar empresários a se alinharem com as mudanças de mercado causadas pelo novo cenário.

LEIA TAMBÉM:  BTFIT: aplicativo da Bodytech é liberado para todos até o dia 31 de março

“O momento é extremamente delicado para o empreendedorismo. Sem poder sair de casa, as compras vão diminuir e, assim, muitos negócios vão fechar”, alerta. “É hora de pensar o que você pode fazer de diferente durante a quarentena que seu concorrente não vai fazer. O importante agora é se programar para sair na frente quando as coisas voltarem ao normal”.

LEIA TAMBÉM:  Três dicas para melhorar a produtividade em casa através da luz

Para o especialista, é importante tirar o máximo de proveito desse momento para estudar, se organizar e adaptar as estratégias quando o mercado sair dessa pausa forçada. “Esperar a crise passar para tomar uma atitude é o principal erro que os empreendedores devem evitar. Quem decidir fazer alguma coisa só quando tudo se normalizar pode correr o risco de não conseguir acompanhar mais o mercado. Não é hora de resistir às mudanças, é hora de agir”, afirma.

LEIA TAMBÉM:  Saiba quais são os principais fatores para o sucesso de uma empresa

O conteúdo será disponibilizado diariamente em lives no Instagram de Superti onde o especialista apresenta técnicas de diferenciação e posicionamento de marca para ajudar empreendedores a enfrentarem a crise da melhor maneira possível, evitando o fechamento de suas empresas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui