Por que as ações de endomarketing são importantes

0

Empresas que se preocupam com o bem-estar do funcionário e atuam de maneira a tornar o ambiente corporativo mais acolhedor e saudável tendem a reter talentos, além de se tornarem mais competitivas em relação às demais companhias do mercado.

Além de trabalhar ativamente para criar um espaço de escuta e troca respeitoso e aberto, as empresas podem investir em ações de endomarketing. Falaremos mais sobre o assunto a seguir.

Endomarketing: entenda o que é

Também chamado de marketing interno, o endomarketing é a estratégia utilizada para conquistar, fidelizar e interessar o público interno de uma instituição – ou seja, os próprios colaboradores.

Trata-se de um processo que envolve múltiplas ações e que deve ser desenvolvido em conjunto pelas equipes de RH e marketing. Não é incomum que, para traçar planos de ação coerentes e efetivos, as empresas prefiram contratar funcionários especializados nesse tipo de marketing.

Podemos dizer que as ações de marketing interno devem envolver, além de formas divertidas e funcionais de comunicar valores, ideias e metas, a aplicação de questionários sobre o comportamento da equipe e da gestão, a criação de eventos voltados para a união entre os colaboradores e até mesmo a implementação de treinamentos.

Marketing interno funciona?

Assim como as demais estratégias de marketing bem feitas, o endomarketing tem grande impacto no cotidiano das companhias.

Primeiro, ele atua no desenvolvimento da motivação do funcionário, que começa a identificar a empresa na qual está inserido como um ambiente inspirador, preocupado com o seu desenvolvimento profissional e pessoal e com a sua satisfação.

Um colaborador motivado é fundamental para o crescimento da empresa, uma vez que ele tende a ser mais produtivo, ser mais receptivo a novas ideias e, em muitos casos, mais criativo. Vale dizer que, além disso, a motivação é altamente contagiosa: quanto mais inspiração recebemos dos outros, melhores são as coisas que fazemos.

Assim, quando a empresa consegue cativar e criar funcionários dispostos a vestir a camisa e a divulgar os seus valores, a tendência é que eles trabalhem ativamente para conquistar os demais colaboradores, criando uma equipe coesa e direcionada para resultados.

A motivação, aliás, está também relacionada a diminuição dos níveis de absenteísmo: há menos faltas, atrasos e até mesmo problemas de saúde, uma vez que o trabalho gera menos níveis de estresse, menos dores de cabeça e menos ansiedade.

O clima organizacional importa

A qualidade do ambiente de trabalho é fundamental para a diminuição de insatisfações e para a criação de equipes que saibam dialogar e sintam prazer na presença dos colegas.

Quando os valores da empresa não estão claros, há um grande clima de competitividade ou a comunicação ocorre de maneira completamente vertical, sem que haja a possibilidade de diálogo, a tendência é que a qualidade das relações decaia profundamente e que comecem a surgir ruídos que, se não forem solucionados, podem ser catastróficos.

A falta de comunicação, assim como a ausência de percepções e valores compartilhados, geram fofocas, intrigas, estresse e baixa produtividade. 

Essa junção de coisas, por fim, é responsável pela perda da qualidade do trabalho e pela sensação de insatisfação, tristeza e frustração por parte do trabalhador – o que, de novo, pode fazer com que ele escolha se ausentar daquele espaço ou desenvolva problemas de saúde.

As ações de endomarketing, por meio da observação e da coleta de informações acerca daquilo que motiva ou desmotiva o trabalhador, podem auxiliar na diminuição dos problemas corporativos, tornando o espaço cada vez mais agradável para todos.

Tipos de ações

Existem muitos tipos de ações de endomarketing. Elas devem ser definidas pela equipe, que deve possuir funcionários especializados tanto em marketing quanto na área de Relações Humanas.

Entre as ações mais comuns podemos citar:

  • Pesquisas com colaboradores, para avaliar como anda o clima organizacional e as críticas e sugestões que mais se repetem;
  • Criação de um perfil geral do colaborador, para que as ações e eventos criadores dialoguem com aquilo que os funcionários mais gostam e esperam da empresa;
  • Organização de eventos para o público interno, como cafés da manhã, workshops, programas de treinamento ou ações de bem-estar, como aulas de yoga, tardes de quick massage e ginástica laboral;
  • Modificação da comunicação interna, buscando novas formas de passar ideias e manter todos na mesma página;
  • Política de benefícios, como cursos de especialização e capacitação, plano de previdência privada, vale-academia, auxílio-creche ou possibilidade de home office.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui